O pé social do tripe da #Sustentabilidade

Chuta Sarney Filho e Marina para fora do jogo político nas #Eleições2018

O desconhecido e excêntrico Cabo Daciolo conseguiu mais votos do que Marina Silva na disputa pela presidência. No Maranhão, Sarney Filho não conseguiu a tão sonhada cadeira no Senado Federal e ficará sem mandato a partir de janeiro do próximo ano. É o pé social do tripe da sustentabilidade, esquecido por ambos, chutando-os para o rodapé da discussão sobre meio ambiente no Brasil.

Sustentabilidade é um conceito que não se sustentá nem com os três pés que tem por conta do trade-off intergeracional embutido em si. Mas explicar isso dá muito trabalho e eu não disponho nem de tempo, nem de disposição para aprofundamentos teóricos enfadonhos.

Em se aceitando o conceito de sustentabilidade como válido, que é o senso comum, ele se ampara num tripé. De forma muito simples e simplória, sustentável seria aquilo que é socialmente justo, economicamente viável, ambientalmente correto e melhora a vida das gerações atuais sem prejudicar a capacidade das gerações futuras de melhorar suas próprias vidas vindouras.


Os ambientalistas no Brasil, entre eles Marina Silva e Sarney Filho, sempre lutaram pela proteção do meio ambiente a qualquer custo inclusive em detrimento de efeitos negativos dessa luta nas gerações atuais, no social. Eles lutam por uma parte do ambiente deixando as pessoas de fora. É por isso que este blog chama-se Ambiente Inteiro em contraposição ao ½ ambiente, o ambiente sem as pessoas (Repare no subtítulo do blog).

Ocorre que a geração atual vota. Eventualmente ela chuta para fora do ambiente político esses ecotalibãs.

Já mencionei aqui no blog, em várias ocasiões, que o reforma legislativa do Código Florestal transformou o setor de inimigo do ½ ambiente em aliado do ambiente inteiro.

Veja por exemplo este texto de 2012: Como ir além do que exige o novo Código Florestal

Na mesma ocasião mencionei que além de um novo setor rural, o Brasil precisava de um novo movimento ambientalista mais capaz de perceber e se importar com os efeitos das restrições ambientais nas gerações viventes.

Continua precisando e surgiram duas novas vagas.

Imagem composta no fotor.com com votos de Marcello Casal jr da Agência Brasil.

Bay the way, o Deputado Luz Carlos Heinze, que o derrotado Sarney Filho considera como inimigo ideológico, se elegeu ao Senado pelo Rio Grande do Sul.

“Informação publicada é informação pública. Porém, alguém trabalhou e se esforçou para que essa informação chegasse até você. Seja ético. Copiou? Informe e dê link para a fonte.”

Comentários