Fiscais multam prefeito de Novo Progesso


Ações de fiscalização realizadas pelo Ibama no entorno da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim e na região Novo Progresso, no Pará, resultaram na destruição de trator inutilizado pelos fiscais. O prefeito de Novo Progresso, Ubiraci Silva, recebeu três multas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) por operações dentro da Flona do Jamanxim, que foi criada em 2006 sobre área ocupada por colonos. Em 2009, Ubiraci já havia sido autuado pelo Ibama R$ 1.574.700,00.

Depois da criação da Folha o Ibama e o ICMBio vêm fazendo um esforço brutal para expulsar os colonos da área. Os dois órgãos já embargaram 63 mil hectares e aplicaram 279 autos de infração no interior da Flona nos últimos dez anos.

O início do último mês de julho, revoltados com as ações do Ibama na região, um grupo incendiou uma carreta que transportava oito caminhonetes do instituto no distrito de Cachoeira da Serra. Entenda porque os carros do Ibama foram queimados no Pará.


Na ocasião, após interdições realizadas na BR-163, o Instituto bloqueou ilegalmente o acesso das serrarias legalizadas ao sistema do Documento de Origem Florestal (DOF), que controla o transporte da madeira.

Desde então o Ibama reforçou a repressão na região com mais agentes ambientais federais e patrulhas regulares realizadas pelo Grupo Especializado de Fiscalização (GEF). As polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar (PM) do Pará também participam das operações na região. O atentado do início do mês é investigado pela Polícia Federal (PF).

Na última sexta-feira (28/07), 100 policiais da Força Nacional de Segurança Pública chegaram ao município de Novo Progresso (PA) para apoiar as ações de combate ao desmatamento na Amazônia, a pedido do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A região de Novo Progresso é alvo prioritário da Operação Onda Verde, que também atua em outras regiões da Amazônia. Veja aqui: Ibama lacra postos de combustíveis na Transamazônica e população se revolta.

"É dever institucional do Ibama impedir o uso irracional dos recursos naturais", disse o coordenador-geral de Fiscalização do Ibama, Renê de Oliveira.

É dever institucional deste blog apontar as opiniões irracional dos agentes do Ibama.

Com informações o Ibama e foto enviada pela população da região de Novo Progresso.

“Informação publicada é informação pública. Porém, alguém trabalhou e se esforçou para que essa informação chegasse até você. Seja ético. Copiou? Informe e dê link para a fonte.”

Comentários

Andreia David disse…
Este comentário foi removido pelo autor.