segunda-feira, 20 de março de 2017

Anunciado embargo contra carnes brasileiras pela Europa, China, Coréia do Sul e Chile

Europa, China, Chile e Coreia do Sul anunciam o embargo de carne brasileira de empresas denunciadas pela Polícia Federal. Nesta segunda-feira, 20, as autoridades europeias suspenderam quatro empresas envolvidas no escândalo e pediram que o Brasil esclareça a situação de carne que esteja em navios sendo transportada neste momento para o bloco. Bruxelas orientou seus membros para que adotem "uma vigilância extra" ao tratar de qualquer produto brasileiro. Nesta semana, o assunto ainda chegará à Organização Mundial do Comércio.

Paralelamente, a Coreia do Sul anunciou que vai suspender temporariamente a importação de frango brasileiro da BRF. A China também decidiu barrar as compras de carne bovina do País. Na América do Sul, o Chile seguiu a mesma linha.

Bruxelas confirmou, se o Brasil não retirasse essas companhias da lista de exportação, a União Europeia iria bloquear a entrada dos produtos. O continente europeu consome cerca de 10% de toda a venda de carnes nacionais.

Quatro empresas nacionais já foram retiradas da lista de exportadores para a Europa, duas delas são do setor de aves. No total, 260 estabelecimentos no Brasil tinham direito de exportar para a Europa. O embargo, portanto, se refere a apenas 1,5% dos estabelecimentos, mas não há informações sobre seu efeito em termos do volume exportado.

A suspensão europeia foi anunciada pelo porta-voz da Comissão Europeia para assuntos de Saúde, Enrico Brivio, numa coletiva de imprensa em Bruxelas. "Estamos em um processo para garantir que todos aqueles envolvidos na fraude não possam exportar para a Europa", disse, lembrando que Bruxelas manteve "intensos contatos diplomáticos com o Brasil" nos últimos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflexões sobre meio ambiente, pecuária e o mundo rural brasileiro. Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...