quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Unidos da Agricultura

Graças aos produtores rurais, o Brasil começou 2017 com o pé direito nas exportações. O superávit das vendas aos estrangeiros foi de US$ 2,725 bilhões - crescimento de 20,6% em relação a janeiro de 2016. O anúncio foi feito pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), na última quarta-feira (1º).

Segundo o ministério, as exportações fecharam em US$ 14,911 bilhões em janeiro, com média diária de US$ 677,8 milhões. Os números representaram crescimento em todos os três grandes grupos de produtos vendidos ao exterior na comparação com o mesmo mês do ano passado.

As vendas de produtos básicos totalizaram US$ 6,787 bilhões, com expansão de 30% ante janeiro de 2016. Entre os produtores do agro cresceram nessa comparação as vendas de soja em grão (124,7%), carne suína (60,2%), carne de frango (23,4%), farelo de soja (15,7%), café em grão (7,8%) e carne bovina (5,1%).

Já os embarques de semimanufaturados cresceram 27,5% em janeiro, para US$ 2,597 bilhões, com destaque para as altas em açúcar em bruto (112,7%), madeira serrada (32,8%), óleo de soja em bruto (15,8%) e celulose (10,2%). Todos produtos do agro.

As vendas de bens manufaturados cresceram 7,4% no mês passado, chegando a US$ 5,123 bilhões. Entre os destaques estão expansão nas vendas de (271,2%), suco de laranja não congelado (251,2%) e açúcar refinado (66,9%).

Aliás, para quem não sabe, as exportações brasileiras permitem que o país importe produtos produzidos em outros países sem causar desequilíbrios econômicos. O brasileiro urbano pode usar smartphones Samsung e notebook Apple sem esculhambar a economia porque o produtor produz bens exportáveis. #FicaADica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflexões sobre meio ambiente, pecuária e o mundo rural brasileiro. Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...