sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Sociedade Rural Brasileira tem novo presidente

A Sociedade Rural Brasileira (SRB) tem novo presidente. O conselho superior da entidade elegeu na quarta-feira, dia 8, Marcelo Vieira para mandato de três anos. Vieira foi indicado por seu antecessor no cargo, Gustavo Diniz Junqueira, que encerrou ontem sua gestão, iniciada em fevereiro de 2014.

Vice-presidente durante a Presidência de Junqueira e membro do Conselho da SRB desde 2014, Marcelo Vieira possui tradicional vínculo com o agronegócio. Ele é produtor e administrador de empresas agrícolas há mais de 40 anos, com destaque nas culturas de café, cana-de-açúcar e pecuária.

Entre 2005 e 2014, foi o principal executivo da Adecoagro no Brasil. Vieira é membro do conselho da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única), Vice-Presidente da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês), entidade que ajudou a fundar em 1991, e membro do conselho de administração da Adecoagro. O novo presidente da Rural também dirigiu outras associações setoriais, como o Sindicato do Açúcar de Minas Gerais e a Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul). É engenheiro mecânico formado pela PUC do Rio de Janeiro, com pós-graduação pelo Imperial College da Universidade de Londres.

Em um comunicado enviado aos associados, o novo presidente se compromete a aprofundar a atuação da SRB em grandes e importantes temas da agenda do setor. Entre eles, o dirigente destaca as discussões com o Governo Federal e o Congresso Nacional sobre a regulação das atividades do agronegócio, as políticas de apoio ao desenvolvimento do setor e a estruturação de novos modelos de financiamento que viabilizem a expansão da produção para atender à crescente demanda mundial.

Um dos principais objetivos é trabalhar a imagem internacional do agro brasileiro, garantindo abertura de novos mercados consumidores e o acesso àqueles que hoje apresentam restrições.

Veja aqui o que o novo presidente da SRB pensa sobre o Novo Código Florestal:

Imagem: SRB

Um comentário:

emanuel disse...

A SRB precisa agir conjuntamente com a FPA na questão indígena, objetivando dar segurança jurídica para produtor. Nada adianta CAR quando a FUNAI toma sua terra, não indeniza (cancela sua matrícula no cartorio, as vezes com mais de 100 anos) e lhe joga com sua família na miséria!

Postar um comentário

Reflexões sobre meio ambiente, pecuária e o mundo rural brasileiro. Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...