Destino de Sarney Filho nas mãos de Rodrigo Janot

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou que a representação da CNA contra o Ministro Sarneyzinho protocolada na tarde de ontem será analisada e distribuída internamente. Como faz referência a um ministro de estado com foro privilegiado, o documento será encaminhado ao gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Janot poderá pedir a instauração de um inquérito caso se convença dos indícios de irregularidade apresentados pela CNA. O procurador-geral pode também pode arquivar a representação.

Procurado pela reportagem da Agência Brasil, o Ministério do Meio Ambiente não quis se manifestar sobre o assunto.

Com informações da Agência Brasil e imagem montada no Fotor.com com fotos da CNA, Fellipe Sampaio/SCO/STF (Janot) e Paulo de Araújo/MMA (Pequeno Sarney)

Saiba mais sobre representação da CNA contra o Ministro Sarneyzinho pela divulgação dos dados do CAR:

Comentários

Realmente é um abuso essa divulgação. Eu paguei caro para fazer o georreferenciamento de minha área e acredito que os "direitos autorais" desse trabalho são meus e não podem ser abertos ao público. Simples assim.
Ajuricaba disse…
Desculpe, mas o o Sr. se enganou duas vezes. O GEO e o CAR são duas coisas parecidas, mas diferentes. O GEOrreferenciamento é de responsabilidade do Incra, que já divulga a informação a muito tempo. O CAR é de responsabilidade do Serviço Florestal Brasileiro e traz informações além dos limites e da localização do imóvel.
A representação da cna contra o ministro é jogar para a plateia porque não tem efeito algum. Mesmo que Janot peça a instauração de inquérito e, depois, os Procuradores façam a denúncia e, depois, o stf aceite a denúncia e a deixe repousando numa gaveta qualquer, vai levar mais tempo do que as próximas eleições em 2018, 2022, 2026... Se a CNA realmente quisesse resolver a questão mobilizaria, nas ruas, os possuidores prejudicados ou mobilizaria a bancada no congresso para pressionar temer. Quem quer fazer dá um jeito, quem não quer dá desculpas esfarrapadas, faz "estudos' e outras coisas demagógicas e oportunistas como esta representação.