Delação premiada de Léo Pinheiro envolve Marina Silva na Lava Jato

O colunista Lauro Jardim informou ontem em sua coluna no O Globo que a delação premiada do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, envolve Marina Silva nas investigações da Lava Jato. Pinheiro negocia com o Ministério Público os termos da delação. Segundo Jardim, o empreiteiro se comprometeu a falar do caixa dois que, segundo ele, irrigou a campanha de Marina Silva à Presidência em 2010.

O pedido de verbas não contabilizadas a Pinheiro teria sido feito por Guilherme Leal, um dos donos da Natura e candidato a vice-presidente de Marina naquela eleição. O ex Deputado Federal, Alfredo Sirkis, teria acompanhado Leal nas negociação com a OAS, de acordo com a delação do ex-presidente da empresa. Oficialmente, não há registros no TSE de qualquer doação legal da OAS para a campanha de Marina.

Como era de se esperar, informa Lauro Jardim, que Marina Silva nega ter recebido qualquer recurso ilícito.

Com informações da coluna de Lauro Jardim: Em delação, Léo Pinheiro diz que campanha de Marina Silva teve caixa dois e Foto de Elza Fiuza/Agência Brasil

Comentários

Paulo Andreazza disse…
Precisamos saber de TODOS que receberam "ajuda" ilegal. Eu não voterei mais neles. O povo precisa saber, independente de partidos.