Não haverá entendimento sem que haja uma proposta do Governo, diz Marco Maia

Marco Maia: Não haverá entendimento
sem uma proposta do Governo.
O presidente da Câmara, Marco Maia, defendeu ontem a votação da medida provisória do Código Florestal (MP 571/12) na versão já aprovada em comissão mista, ainda que alguns itens possam ser, mais tarde, vetados pela presidente Dilma Rousseff. Na comissão, os parlamentares reduziram a extensão das faixas de mata ciliar a serem reconstituídas.

“A não votação da medida provisória traz mais prejuízos à agricultura do Brasil do que dividendos. Eu acho que a tendência é que haja sensibilidade, que haja equilíbrio na próxima semana e que se possa votar a matéria e, depois, estabelecer as negociações que forem necessárias para que não haja vetos. Agora, não votar seria dar um tiro no pé dos próprios agricultores e criar uma situação que não é desejada por ninguém”, disse Marco Maia.

O presidente da Câmara ressaltou que não cabe apenas ao Congresso buscar um acordo para permitir a votação da MP. “Não somos nós que vamos promover um entendimento sem que haja uma proposta do governo”, declarou.

De acordo com Maia, a ideia é colocar a MP na pauta de votações nos dias 18 e 19 deste mês, mesmo sem acordo. “Se haverá acordo, se haverá negociação, isso quem deverá responder é o governo”, completou Maia. A MP 571/12 tranca a pauta da Câmara e perderá a validade no dia 8 de outubro se até lá não tiver sido votada pelas duas Casas Legislativas.

O texto é de Murilo Souza e Renata Tôrres, do Jornal da Câmara, e a foto é de Antônio Cruz, da Agência Brasil.

Em tempo, a única proposta do Governo é repetir que não quer que o Legislativo se meta a besta e tente legislar sobre o texto enviado pelo Executivo.



Comentários

Luiz Henrique disse…
E depois esta cara pálida diz que um dia lutou contra a ditadura. É muito cara de pau!
Luís F Brandão disse…
De novo as menções às ameaças... espero que outros produtores não caiam nessa historinha...
Braso disse…
Caiado..é..o.. único.. coerente..defensor..dos..agricultores.
Luiz Prado disse…
O "governo", a ditanranda prefere que o Congresso nao legisle sobre NADA7
Braso disse…
Acabo..de..receber..uma.. notificação..da..turma..do..bloquinho..como..idli..salbis..convocou,.os..soldadinhos..querem..30..metros..de..APP..de..um..pequeno..curso..daqua,..deixei..15..metros..pois.a..propriedade..é..de..90..hectares,9menos..de..quatro..modulos..no..meu..municipio0..mas..o..ibama..determinou..30..m,..e..o..fiscal..me..disse..que.vai..multar..pelo..codigo..mineiro,..vai..eu..dinovo..contrtar..advogado,..mardito..pt..quqaridada..de..vagabundos.
Ciro Siqueira disse…
Braso,

Escaneia essa notificação, ou tira uma foto com o celular, e manda pra mim. Apago as informações que possam identificar vc ou o imóvel. Precisamos botar o boca no trombone!!
Luiz Henrique disse…
Ciro, como aqui não aceita anexo, vou postar um documento na pagina do Face, de uma olhada no absurdo.
Ciro Siqueira disse…
Luiz,

Manda pro meu e-mail. Clica no formulário de contato do blog, logo acima da cara feia da Ideli e manda uma mensagem. Logo em seguida eu respondo com o meu email. Daí você manda o arquivo em anexo.