A Presidente do Brasil sancionará o novo Código Florestal no dia do Trabalhador Rural

Assina, Dilma!!
Essa guerra pelo novo texto do Código Florestal é cheia de curiosidades. Amanhã 25 de Maio, dia em que a Presidente Dilma Rousseff, anunciará a sanção do novo texto e a revogação do velho, será dia do Trabalhador Rural. A data remarca o aniversário da morte do Deputado Fernando Ferrari, que foi deputado constituinte na Assembleia Legislativa em 1947, e faleceu no dia 25 de maio de 1963. Ferrari foi um grande defensor do trabalhador rural.

A Presidenta Dilma Rousseff, não por escolha, anunciará amanhã, sexta-feira, 25 de maio de 2012, a revogação do velho Código Florestal. Dilma deve fazer um anúncio formal à imprensa, sancionando parte do texto aprovado pelo Legislativo, apresentando os trechos que serão suprimidos e como o governo pretende substituí-los.

Provavelmente a maioria dos vetos deve estar relacionada a correções de redação sem grandes alterações no mérito. Os cortes mais profundos devem estar relacionados ao Artigo 61 (antigo Artigo 62 do texto do Senado), ao tratamento dado aos apicuns e salgados e a alguns pontos ligados ao Cadastro Ambiental Rural alterados pela Câmara. O governo pode ainda tentar substituir o Artigo 1º do texto enviado à sanção pelo Artigo 1º do texto do Senado. Esses são os meus palpites. O governo procurá retirar o Código Florestal a imposição do ônus da recuperação ambiental a pequenos produtores rurais, excrescência existente no Código Florestal vigente contra a qual nenhuma ONG jamais ergueu um único convênio.

Amanhã, muito provavelmente, será um grande dia. O dia em que a desgraça do Código Florestal vigente terá sido revogado. O dia com o qual este blogger sonha desde priscas eras será o dia do Trabalhador Rural.

O governo marcou agora a noite, uma entrevista coletiva com os ministros Izabella Teixeira, do 1/2 Ambiente, Pepe Vargas do Desenvolvimento Agrário, e Mendes Ribeiro para anunciarem o posicionamento oficial do governo. A coletiva acontecerá as 14h e será transmitida ao vivo pela TV NBR e na web pelo http://www2.planalto.gov.br/.

Comentários

Luiz Prado disse…
Não sei o que virá, mas não se render totalmente à canalha ambientalóide já terá sido algum avanço!
jerson disse…
que coisa degradante, ver estes ambientalóides na esplanada pedindo
veta dilma, até um palhaço se passando por presidente tinha, é tudo uma cambada de desocupados que as ongs pegam e colocam lá, estudandes filhinhos de papai que não tem nada pra fazer vão lá afim de badernar, deviam pegar em uma enxada e trabalhar algumas horas de sol a sol capinando ,abrindo leiras, plantando pra ver o que é bom ser agricultor. APROVA DILMA!.
Braso disse…
Acredito que a presidente tem responsabilidades suficiente para analisar e aprovar o código que não prejudique ainda mais os agricultores, mesmo o código sendo aprovado, temos que continuar a luta em favor da agricultura, com certeza vai ficar muitos pontos a serem discutidos e mudados, acredito que com a derrota dos neoambientalistas nova era de produção e sustentabilidade virão com mais ordem e respeito com quem sustenta esse pais.
Harry Kasdorf Jr disse…
Estamos no aguardo!!! Enquanto isso parabens aos produtores rurais de todo o país, pela luta diaria na produção de alimentos, que chegam na mesa de todos, inclusive os que cospem no proprio prato.
jerson disse…
diz a sabedoria popular: é melhor um mal acordo do que uma boa demanda, o codigo tem que agradar a gregos e troianos, a ruralistas e ambientalistas, precisamos viver e respirar, precisamos comer e produzir alimentos, que a luz de Deus ilumine nossa presidente
na sua decisão. mas que as ongs e os ambientalóides são
sacanas isto são sim, APROVA DILMA!
Luiz Henrique disse…
Que não venham mais medidas provisórias e resoluções do CONAMA para sobrepor sobre decisões da sociedade através de seus representantes no Congresso. Se este pais for verdadeiramente democrático, o Congresso será respeitado, vamos ver se a Presidente em sua juventude lutava pela Democracia. A prova será agora!
Luiz Henrique disse…
Não sei por que se discute tanto a respeito das multas. O ex presidente Lula, já havia editado uma medida provisória com o “Programa Mais Ambiente”, em que todos proprietários que tivessem multas que ainda estavam na esfera administrativa, estariam isentos caso se adequassem ao Código Florestal e no novo Código estas multas só estarão isentas se recomporem o danos causados, quer dizer, dá no mesmo. O diferencial é que com o Novo Código, também estarão isentas as multas que já foram julgadas pelo judiciário e não pagas.
Um artigo bem elaborado, mas, com certos erros de Português: "excrecência". Devemos expor as nossas ideias, mas, com dever de zelar pela as regras que regem a nossa língua.
Ciro Siqueira disse…
A ignorância é um desgraça.
Ana disse…
Pelo número de ambientalóides pedindo o Veta Dilma, temos o número de vagabundos sendo sustentados pelo suor do trabalhador.Que venham para a roça para aprender e ver o que é trabalhar.Bando de sangue-sugas que deseja viver no bem bom em cima do sacrifício do próximo.Não sabe encabar uma enxada e quer dar palpite naquilo que desconhece.