Revista Globo Rural a serviço ambientalismo radical

Caros, é com pesar que venho mostrar a atitude infeliz da Revista Globo Rural ao se colocar, de forma subserviente, à serviço das grandes ONGs de ecotalibãs. O programa e a revista que aprendi a ver e a acompanhar desde criança como fonte importante de informação sobre o nosso valoroso meio rural estão degringolando nas mãos de jornalistas urbanizados e distantes da verve do agro.
Rural ?
A site da Revista Globo Rural na internet colocou uma enquete na qual pergunta aos internautas se a Presidente Dilma deve (i) Aprovar o Código Florestal sem veto; (ii) Vetar partes do Código Florestal aprovado na Câmara, reestabelecendo o texto aprovado pelo Senado ou (iii) Vetar todo o Código Florestal.

A enquete foi apropriada pela máquina de mídia digital das grandes ONGs na internet e centenas de militontos, a maioria urbanos e sem qualquer compromisso com as exigências do Código Florestal, estão votando maciçamente pelo veto total. Cedo ou tarde as ONGs usarão a "credibilidade" da revista para construir o sofisma de que o setor rural votou pelo veto total ao Código Florestal.

De minha parte, assim que percebi o viés urbanizado, tanto da Revista Globo Rural, quanto do programa de TV, parei usar os dois veículos como fonte de informação. Quem vive no interior e tem parabólica encontra informação muito menos viesada pela urbe na TV Terra Viva e no Canal Rural.

Em todo caso, a atitude na revista de se ajoelhar e se deixar possuir pelo movimento político das grandes ONGs de ecotalibãs merece uma resposta nossa. A Editora Globo, à qual a revista está vinculada, tem um canal de interação através do qual os leitores podem se comunicar com a revista. O link é http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/1,,DFE0-18070,00.html

Sugiro que vocês acessem o link e informem a revista a sua opinião sobre a atitude da revista. Não esqueçam de informar a Editora que são produtores rurais porque é isso o que diferenciará a opinião da vocês da opinião dos militontos que estão votando na enquete da Revista.

Sugiro que vocês, como forma de uniformizar o protesto, ponham no campo assunto a frase: Repúdio à enquete da Revista Globo Rural e incluam no texto do campo mensagem o link para esta postagem. Dessa forma a Editora poderá entender bem o mote do protesto.

Comentários

Ciro Siqueira disse…
Em tempo, àqueles que decidirem mandar as mensagens com sugeri ancaminhem para Bruno Blecher, editor chefe da Revista Globo Rural e responsável pela atitude da revista.
Ciro Siqueira disse…
A coisa é pior ainda, meus caros. Acabo de descobrir que uma mesma pessoa pode votar mais de uma vez. Ou seja, enquanto o produtores rural está ocupado com a colheita da safra 11/12 um militonto desocupado pode passar o domingo votando milhares vezes.
As ongs ainda vão usar o resultado contra o setor rural como se fosse verdade.
Luiz Henrique disse…
Há muito tempo deixei de ler esta revista, é feita para “ruralistas” de fins de semana, sem amparo nenhum na realidade.
Luis Pereira disse…
Gastei 30 minutos deste domingo
chuvoso e votei sem parar...

O "Não Veto" subiu de 20% para 31%.

Confirmado então que não tem segurança nenhuma essa enquete fajuta.
Faz tempo que a Rede Globo está engajada em manipular a opinião pública neste e em outros assuntos, usando técnicas primorosas.

Por fora bela viola, por dentro pão bolorento.

A Rede Globo não tem ética nem escrúpulos. É nefasta.
Cristiano Ferraz disse…
Claude Allègre, geólogo, grande escritor e político francês (foi Ministro da Educação no governo de Jospin) escreveu há duas décadas o livro "Ecologia do campo, ecologia da cidade". Um lúcido livro sobre o tema, que prova que nem todo ministro de um governo socialista é ecobobo. Aliás, li todos os livros desse autor: amante da ciência e da verdade, desfaz muitos dos mitos e mentiras com que os bandos ecoterroristas e ecofascistas enganam bobos e ingênuos bem-intencionados. Pessoas bem intencionadas deveriam informar-se mais antes de acreditar em ecomentiras.
Jonatas disse…
Eu venho por meio desta mensagem sugerir aos amigos da agricultura Brsileira,uma das mais importantes do mundo, que ao ler nas redes sociais campanhas para o VETO TOTAL DO NOVO CODIGO, vim deixar uma pequena experiencia vivida em outro pais que quis proibir o cultivo do arroz irrigado em area de preservação, fomos ao congresso com um documentario e todod os produtores de regaiao e mostramos que o cultivo do arroz nao agride ao meio ambiente, alem de trazer desenvolvimento para a regiao, traz tambem animais nunca visto pela regiao proporciona pesca em valos de irrigação, etc... mostramos assim o lado verdadeiro da agricultura aqueles desinformados involuntarios da cidade da realidade la na lavoura. resultado ganhamos apoio da maioria no congresso e hoje estamos produzindo e progressando a regiao respeitando o meio ambiente.
Rodrigo Vianna disse…
parece que trocaram a enquete da pagina da revista por outra:

"Que medidas podem ser adotadas para manter a alimentação em dia, mas com padrão de vida saudável?"

e a do veto ou nao, simplismente sumiu.
Braso disse…
Não assisto e nem leio nada da rede bobo, até no futebol eles distorcem tudo com seus comentaristas vendidos, imginem contra os produtores rurais que não tem tempo para acessar constantemente e agravados por nossas liderancas principalmente da CNA que tem medo e covardemente não fazem uma campanha e eficaz contra as mentiras dos neoambientalistas, vou sujar meus teclados e votar no site dessa nefasta revista.
Ciro Siqueira disse…
A pressão deu resultado. A revista Globo Rural forjou um empate e fechou a enquete.

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ENQ15824-18075,00-O+QUE+A+PRESIDENTE+DILMA+ROUSSEFF+DEVE+FAZER+COM+O+CODIGO+FLORESTAL+NA+SUA+.html
Brasil vai processar empresas que fecharam contratos de carbono com índios


A Fundação Nacional do Índio (Funai) afirma que os contratos de venda de créditos de carbono oferecidos por empresas internacionais são ilegais e comprometem o uso das reservas pelos próprios indígenas. Brasil não tem legislação para acordos de Redd. O Brasil se prepara para iniciar uma briga nos tribunais contra negociadores internacionais de créditos de carbono. A Advocacia Geral da União (AGU) vai entrar com uma ação judicial para impedir os efeitos de contratos assinados entre indígenas e empresas que atuam no setor e que teriam agido ilegalmente no Brasil.

http://www.agrosoft.org.br/agropag/221509.htm
Tiphareth disse…
Provavelmente, apesar de não conter caixa alta e nem links para outra página, esse comentário será recusado. Mas o objetivo se cumpre ao Sr. ler.
Vivemos em um pais dito democrático e o Sr se expressa pela máxima do direito de liberdade que tal padrão permite: a internet. Portanto, não repudio seu ato, mas repudio isto, que o Sr. gentilmente chama de ideia. Como o Sr., ou qualquer outro ser humano, pode apoiar, em ultima instância, tamanho desrespeito ao direito máximo que há na Terra: viver?Apoiar este Código Florestal é como segurar na Foice da Morte com as próprias mãos. Não sei quais dos "nobres" motivos o Sr reveste sua ideia: a demanda de alimentos ou alimentos mais acessíveis. Mas, sabemos que quem apoia este genocídio na verdade está revestindo um interesse próprio, associado à um supervalorizado papel verde. Me parece que o Sr. e outros só serão capazes de enxergar o verdadeiro valor deste verde quando substituir de vez o verde de nossas floras.. Mas, enquanto houver pessoas e ideais verdadeiros, o Sr e outros encontrarão uma barreira em defesa da vida e, verdadeiramente, da população.
Luiz Henrique disse…
Ciro, a merda continua, estão manipulando, vi agora já caiu para 41%, sem opção para votar.
Luiz Henrique disse…
Esta revista esta de sacanagem, fiz um teste para ver se a votação estava bloqueada apenas para quem já votou, pedi para minha filha entrar no PC dela, a votação esta bloqueada para todos e a porcentagem de que acha que Dilma deve vetar, subindo cada vez mais.
Deve ter $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ nisso.
jerson disse…
por esta enquete, pode se notar o nivel dos jornalistas e editores do
brasil, pensem bem uma revista que é feita para o homem do campo, voltada para o meio rural, onde tem empresas que anunciam seus produtos para o campo, e ssa revista investe contra si mesma, contra a agricultura, é matar a galinha dos ovos de ouro.
Sou urbanista, vivo na cidade mas sei que a ecologia é uma mentira. Cabe aos produtores rurais se mobilizarem e boicotar a revista.
Ana disse…
Algumas revistas e jornais agradam a gregos e troianos, sendo mais tendenciosos em alguns temas.Não são confiáveis, assim como sindicatos, que fingem que trabalham para você mas no fundo estão a serviço do governo.Entrei no site para ver a tal enquete, mas não vi nada, a não ser a propaganda para a assinatura com proposta de alguns meses grátis.A conta surge no final da assinatura, só aguardar.E por falar em revista, quantas árvores são necessárias para se construir uma?
A enquete continua. Comprove no link abaixo:

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EQ15824-18070,00.html

Resultado parcial em 03/05/2012 07:47

Total parcial: 18.220 votos

33% - Aprovar o Código Florestal sem veto

6% - Vetar partes do Código Florestal aprovado na Câmara, reestabelecendo o texto aprovado pelo Senado

61% - Vetar todo o Código Florestal
Assistindo o programa Globo Rural na TV prestei atenção nas propagandas e percebi que os atuais anunciantes são de produtos para os consumidores urbanos, inclusive a Natura cujo dono foi vice da Marina Silva.

A conclusão óbvia é que os falsos ambientalistas se infiltraram no Globo Rural, o qual está mesmo a serviço deles.

O nome certo seria "Globo Rural para Urbanos Ignorantes", sendo "ignorantes" no sentido de que desconhecem o asunto e ficam vulneráveis às manipulações da Rede Globo

Evidente que vão manter o nome "Globo Rural" senão não conseguiriam pegar os ignorantes incautos.