PT pode votar contra a reforma do Código Florestal. Líder do partido ameaça liberar bancada.

Ex líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira, e o atual líder, Jilmar Tatto.
Deputados de eleitorado urbano podem guiar PT contra a agricultura naacional
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr
O líder do PT, deputado Jilmar Tatto, ameaçou ontem liberar a bancada para votar como bem entender no texto de reforma do Código Florestal. Apesar de o Governo estar negociando com os deputados um texto que seja de interesse do Planalto, Tatto diz que o compromisso da bancada do PT é apenas com a votação da matéria, não com o mérito do texto que está sendo negociado.

“A votação na semana que vem é compromisso do presidente Marco Maia, e quem tiver maioria leva no Plenário”. De acordo com Jilmar Tatto, “o posicionamento primeiro do partido” é favorável à aprovação do texto do Senado, sem as alteração que protegem pequenos agricultores que estão sendo negociadas com o Planalto. Mas dependendo do parecer do relator os deputados do PT podem votar como bem entenderem. “A bancada vai se posicionar conforme o mérito”, ressalvou Tatto à Agência Câmara.

Jilmar Tatto é do PT de São Paulo, tem eleitorado urbano e nenhum compromisso com setor rural do país. Se a agricultura nacional sair prejudicada dessa guerra, o futuro político de Tatto não será afetado.

Tatto repete o comportamento de outros líderes do PT nesse processo de reforma do Código Florestal. Durante a primeira passagem do texto na Câmara, o ex líder do partido, Paulo Teixeira, também do PT paulista, também de eleitorado urbano, atuou deliberadamente do lado das ONGs. Teixeira e Aldo Rebelo chegaram a bater boca numa das reuniões de líderes onde Ferraço tentava sabotar os acordos feitos com o próprio governo do PT para apreciação da matéria numa ação deliberada para retardar o processo de votação.

Não se surpreendam se o PT votar contra o texto de reforma do Código Florestal, mesmo o texto sendo fruto de um acordado com o Governo. Votar contra o governo é mania velha de petista.

3 comentários:

Regina disse...

Esse Tatto sem tato já cansou. Parece que não tem compromisso é com ninguém. Se o Código não for aprovado,a inflação alta baterá às portas do eleitorado dele e será sim, prejudicado. Os nomes de quem votarem contra terão que ser bem divulgados e guardados para cobrança posterior. Quem se interessa pelo assunto estará assistindo a votação e deverá gravar bem o nome dos sem compromisso com o país. Quem está contra o Código Florestal, não leu e não sabe do que se trata,está comprado por Ongs ávidas por dinheiro, ou são mal intencionados e querem que o país quebre. Como se não fossem quebrar junto. Estarei de olho e quero anotar cada voto.

jerson disse...

uma corja, uma cambada de f.p. esses se locupletam com o dinheiro dos impostos que pagamos deviamos de pedir a redução dos salarios dessa gente em 80%, e assim mesmo estariam bem pagos, esse tatto não me cheira bem, não se esqueçam do nome dele nas eleições

Braso disse...

A maioria dos deputados petistas não são suicidas, a maioria depende dos agricultores para se reelegerem além dos seus candidatos a prefeitos e vereadores, eles não são loucos a esse ponto e sabem que os agricultores estão se organizando em todo Brasil e se acontecer a não aprovação, a união e organização dos agricultores brasileiros sera antecipada, nessas eleições municipais o troco será dado, por essas e por outros não acredito que a bancada petista se atreverá de votar contra o Brasil. .