A grande farsa das ONGs sobre a "anistia a desmatadores"

Documento publicado por ONGs reconhece necessidade da chamada "anistia a desmatadores", mas ao perceber a folha ONGs tiram documento do ar.


O movimento ambiental está bombardeando a imprensa com a afirmação de que a retirada dos limites de recuperação de APP por Paulo Piau no texto de reforma do Código Florestal implica numa "anistia a desmatadores". A imprensa, habituada a confiar demais no verdes e a desconfiar demais dos outros, dá vida ao factoide.

Entretanto, quem acompanha o blog do Código Florestal, viu aqui no dia no dia 7 de novembro do ano passado, o post Erramos ao exigir 30 metros, dizem ambientalistas no qual mostro um documento onde as ONGs reconhecem que pequenos produtores rurais não têm como cumprir as exigências de recuperação de APPs prevista no Código Florestal. Logo após a publicação do post aqui no blog as ONG retiraram o texto do ar.

No documento, que é assinado pelo Comitê Brasil em Defesa da Florestas, um conluio de 163 ONGs ambientalistas contra a agricultura brasileira, há a seguinte afirmação:

"Para um pequeno agricultor a recuperação de 15 metros a mais ao longo dos rios que cortam sua propriedade pode ser inviável, seja por falta de espaço, seja por falta de recursos."

O documento estava disponível no seguinte link: www.florestafazadiferenca.com.br/florestacake/uploads/posts/resumo_para_senadores_votacao_CCT_CRA_emendas_prioritarias.pdf. Mas foi retirado do ar.

Mas como este blogger não é como os "jornalistas" da grande imprensa que não pesquisam nada, fiz uma cópia do documento das ONGs que pode ser visto aqui: VEJA O DOCUMENTO

Uma leitura do documento verá na último parágrafo da página 3 que as ONGs têm consciência de que alguns produtores rurais simplesmente não têm como cumprir as exigências de APP previstas no Código Florestal. Depois de apagar o documento da história, as ONGs chamam a retirado do Artigo 62 do texto de reforma do Código Florestal de "anistia a desmatadores", mas as próprias ONGs sabem que a alteração é necessária.

Acorda, povo brasileiro, as ONGs estão mentido pra vocês para usá-los contra a agricultura nacional. Cliquem aqui e entendam a farsa que as ONGs estão fazenda com o fatctoide da "anistia a desmtadores".

2 comentários:

jerson disse...

as ongs estão perdidinhas, apavoradas. fizeram manisfestações, em dvs. locais, mas só comparecera, umas 30 pessoas, o mal tempo atrapalhou, se o tempo estivesse bom ai compareceriam umas 40.

Ecovision disse...

Obrigado pela memória deste documento. Vc também observou que ninguém comenta ou quer resgatar o art. 18 do L4771 (trascrito abaixo) que forçava o Estado a indenizar os proprietários pelas APPs criadas em terra de cultivo. As ONGs só comentam os artigos dos deveres e não dos direitos. Você conhece alguém que foi indenizado com base neste artigo? Eu não.

Art. 18. Nas terras de propriedade privada, onde seja necessário o florestamento ou o reflorestamento de preservação permanente, o Poder Público Federal poderá fazê-lo sem desapropriá-las, se não o fizer o proprietário.

§ 1° Se tais áreas estiverem sendo utilizadas com culturas, de seu valor deverá ser indenizado o proprietário.

§ 2º As áreas assim utilizadas pelo Poder Público Federal ficam isentas de tributação.