Ambientalista diz que apenas ONGs podem anistiar produtores rurais

Caros, vejam o vídeo abaixo. É um trecho do programa Expressão Nacional, da TV Câmara, sobre o Código Florestal. Nele o xiita ambiental, André Lima, tenta responder a uma pergunta, meticulosamente feita por este blog para derrubar a máscara do fundamentalista. Veja:

Vocês entenderam bem o que ele disse? O ambientalista reconheceu a necessidade de não inviabilizar pequenos produtores em beiras de rios e afirma que a anistia a eles deve ser concedida pelo Conama e não pelo Congresso Nacional. O talibã da clorofila só não diz que razão a quadrilha dele, que controla o Conama, que controlou o Ministério do Meio Ambiente por quase uma década, nunca tomou a atitude que ele mesmo sugere no vídeo.

Ao contrário, quando foram governo a turma de ONGs da qual o André Lima faz parte se limitou a lançar o Ibama contra os produtores rurais em situação como a descrita na pergunta. A Ana, leitora assídua aqui do blog, teve que derrubar a própria casa e uma outra construída pelo marido dela para a neta, porque estava na situação descrita na pergunta por imposição de ambientalistas xiitas como o André Lima.

Quando tiveram a oportunidade de fazer os ambientalistas nunca moveram uma palha nessa direção porque sempre acreditaram que conseguiram ludibriar a sociedade urbana a apoiá-los no ato insano e irresponsável de alijar o ser humano das APPs. Agora, que o processo de reforma do Código Florestal levantou a lebre, os canalhas vêm com essa conversinha de "espera aí, gente, não precisamos mudar a lei. Podemos fazer de outra forma".

Esse bando de talibãs da clorofila não tem escrúpulo. Quando a sociedade brasileira confiou a eles as políticas ambientais do país eles usaram essa confiança para oprimir os produtores rurais do país. Muitos foram multados, instados a assinarem TACs sem ter como cumprir sua metas, muitos venderam seus imóveis, derrubaram suas casas. A opressão foi tamanha que hoje motiva as votações por ampla maioria na Câmara e no Senado a favor das mudanças na lei. Agora que as mudanças são evidentes, eles vêm com essa conversinha fiada, voltando atrás das próprias convicções.

Aliás, quem acompanha o blog já me viu expôr uma mentira do mesmo ambientalistas do vídeo acima no post: O Ambientalismo da mentira. Clique no link e releia.

Nem foi essa a primeira vez que deixei o xiita do mógno oco do André Lima em dificuldades para responder a uma pergunta. Veja o outro vídeo abaixo:
O Código Florestal vigente exige que produtores rurais que produzem alimentos em áreas que deveriam ser de APP ou Reserva Legal destruam essas áreas agrícolas e plantem mato. O texto de reforma do Código Florestal tenta consolidar essas áreas agrícolas evitando que eles sejam destruídas. Os fundamentalistas ambientais chamam isso de anistia. O que eles chamam de anistia é um mecanismo que evita a destruição áreas agrícolas em APP e RL para replantar floresta, mas como eles não podem dizer isso abertamente à sociedade eles fazem o que o André Lima fez no vídeo: negam feito ratos.

O ambientalismo que esse bando faz não é sério.

Em tempo, o programa Expressão Nacional pode ser visto na íntegra no site da TV Câmara.

Comentários

Ciro Siqueira disse…
Este comentário foi removido pelo autor.