Deputados pressionam Ministro da Agricultura a defender o setor

Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, (do lado direito da foto, de costas, na penumbra, como sempre) recebendo pressão dos deputados da Frente da Agropecuária para se mexer em defesa do setor. 
Os deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária estão se movendo. Nesta quarta-feira (15), os deputados ouviram o pesquisador da Embrapa, Evaristo Eduardo de Miranda, sobre o impacto do texto do Senado da agricultura nacional. Para o pesquisador alguns pontos podem causar sérios problemas aos produtores rurais como: impossibilidade de expansão atividades em áreas consolidadas, a exigência de recomposição, moratória até do desmatamento legal e custos e prazos da regularização ambiental.

Houve também, na tarde de hoje, uma reunião de parlamentares ligados à agricultura com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro. O deputados solicitaram mais empenho do Ministro na defesa do setor dentro do Governo.

Em tempo, nos últimos dias eu tenho olhado para o Ministro Mendes Ribeiro, com aquela cara de urso panda dele, e o tenho visto com mais condescendência. Acho bem possível que tenha sido uma combinação articulada na Casa Civil segundo a qual quem falaria em nome do Executivo junto ao Legislativo no tema do Código Florestal seria a Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. Se as ONGs ficaram contra com a Isabella e os ambientalistas do governo à frente, imagine se o Ministro da Agricultura tivesse dando pitaco.

Mas isso não justifica a forma indolente com que ele tem tratado a matéria. Eu estive no Senado no dia da votação dos destaques do texto na Comissão de Meio Ambiente. Tinha um cara do Mapa lá acompanhando os trabalhos sob determinação do Mendes Ribeiro, mas o cara tava mais por fora do que rego de caiapó. Fiquei com a nítida impressão de que o Mapa se permitiu ficar de fora da elaboração do novo Código Florestal e isso é inaceitável vindo de um ministro que está lá para defender o setor.

Mendes Ribeiro é um Ministro, tem acesso à Presidente Dilma, tem acesso à Ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que são duas pessoas que veem com simpatia o setor rural brasileiro. Ele tem toda condição do mundo de ajudar o setor nesse momento tão crítico. Ele pode fazer se quiser. Se não souber como, ou o que fazer, pergunta. Eu torço para que o Mendes Ribeiro ache um jeito de honrar as bombachas que veste, mas confesso que já perdi as esperanças.

A foto e as informações elencada antes do termo em tempo são da assessoria do Deputado Homero Pereira

Comentários

laerte spagnol disse…
Ministro, vamos lá, erga-te, afinal, nóis viemo aqui prá fingi ou pra ministrá ?????
Braso disse…
Se o relator Paulo Piau não atender os agricultores de todo Brasil é fim de carreira, quanto ao omisso Ministro da agricultura que pela sua omissão e se não reagir como representante do Rio Grande do Sul é fim de carreira e periga ainda de levar um pé no trazeiro pela sua indolência.
Ciro Siqueira disse…
Lembra daqueles números sobre a perda de área agrícola imposta pelo texto do Senado que o Ministro da Agricultura prometeu que a Embrapa apresentaria nessa semana?

Cadê?

Alguém viu?
Luiz Prado disse…
Ministreco!!!! Levanta-te e anda! Dê sinais de vida! Afinal, quem te indicou para o cargo?