Sobre como as ONGs quase tomaram conta da reforma do Código Florestal

O ambientalista João de Deus Medeiros dizendo ao Senador Jorge Viana (no centro) o que ele deve dizer e fazer durante a votação do Código Florestal na Comissão de Meio Ambiente do Senado.
Esse cidadão cochichando no ouvido no Senador Jorge Viana é o ambientalista João de Deus Medeiros. Essa foto foi tirada duranta a última audiência pública da Comissão de Meio Ambiente do Senado que analisou a reforma do Código Florestal. Jorge Viana foi o senador relator da matéria na dita comissão.

João de Deus Medeiros é fundador da ONG Grupo Pau Campeche, foi alçado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) na gestão de Marina Silva e continua lá. Medeiros foi destacado pela atual Ministra, Izabella Teixeira, para negociar os interesses dos ambientalistas junto aos Congresso Nacional.

Quando o texto tramitou na Câmara, Aldo Rebelo manteve as mãos de João de Deus e das ONGs longe do texto. Aldo ouviu João de Deus, mas quem escreveu o texto foi Aldo. Quando o texto chegou na Comissão de Meio Ambiente do Senado, Jorge Viana entregou a redação do texto a João de Deus e, consequentemente, às ONGs.

O primeiro relatório de Jorge Viana para a reforma do Código Florestal, escrito por João de Deus e a turma de ongueiros do MMA, quebrava todos os acordos feitos até agora e desfigurava completamente o texto de Aldo Rebelo. Viana foi desautorizado de apresentar seu relatório e o texto de João de Deus e seu bando teve que ser reescrito sob a supervisão das assessorias de outros senadores. Jorge Viana passou então a sofrer pressão dos dois lados, das ONGs porque não sustentou o texto escrito por João de Deus e dos demais senadores porque permitiu que as ONGs escrevessem o relatório pelas mãos de Medeiros.

Eu estive na última votação do Código Florestal na CMA. O jornalista que tirou esse foto estava exatamente do meu lado. João de Deus foi o primeiro a chegar para a audiência e ficou até o final sentado imediatamente atrás de Jorge Viana dizendo e orientando o que Viana deveria fazer e dizer.

Comentei a presença de João de Deus na audiência no twitter com a Senadora Ana Amélia Lemos, que também foi uma das primeira a chegar na audiência. A Senadora respondeu:
Outra pessoa comentou comigo que a presença ativa de João de Deus Medeiros e dos ambientalistas do governo junto aos senadores era proporcional à ausência do Ministério da Agricultura. Como eu sempre alertei aqui no blog o Ministério da Agricultura (Mapa) se eximiu de negociar o texto do Código Florestal em favor da produção enquanto o Ministério do Meio Ambiente abraçou a causa com fervor. Havia um representante do Mapa na audiência, mas ele estava lá como eu estava, apenas assistindo o espetáculo.

O ex ministro da Agricultura, Reinhold Stefanes, que é deputado e não pode fazer muita coisa no Senado, se fez presente na audiência, conversou com senadores, fez o que pode enquanto o atual ministro, que poderia ter feito alguma coisa, não fez absolutamente nada além de mandar alguém assistir a votação. Olhei com admiração, respeito e saudades quando o ex ministro Stephanes entrou na recinto, conversou com alguns senadores, sentou, tomou pé do que estava ocorrendo, levantou, passou do meu lado, abraçou o jornalista da Globo, Heraldo Pereira, e saiu pela porta dos fundos. É uma lástima que nesse momento tão importante para a agricultura nacional nós tivéssemos dois ministros completamente ineptos e indolentes como Wagner Rossi e Mendes Ribeiro Filho.

Os ambientalistas do governo se aproveitaram da ausência do Mapa, da falta de altivez e incompetência de Jorge Viana e tomaram controle do redação do Código Florestal. Não fosse a vontade política reformadora da Câmara e do Senado os produtores teriam sido derrotados novamente.

Em tempo, João de Deus Medeiros é o ambientalista gênico que disse que “É inegável que sua (do Código Florestal) aparente ineficácia decorre fundamentalmente da solene inobservância." e disse ainda no Estadao que "se for necessário arrancar plantações para recompor florestas, isso será feito."

Comentários

Luiz Prado disse…
Dois merdas!!!
Felizmente, Dilma e seus assessores diretos já entenderam tudo. Felizmente, Katia Abreu agiu com a necessária energia.
jerson disse…
ENTÃO O JORGE VIANA É UM MARIONETE SENDO MANIPULADO POR UM MERDA RS
Você não deveria difamar João de Deus dessa forma. Um dia você compreenderá que ele está no caminho certo. Por sorte ele está sempre presente.
Ciro Siqueira disse…
No caminho certo para onde, José? José, para onde?