Fundamentalismo ambiental é...

Vejam essa mensagem que acabei de receber via formulário de contatos do blog (vou omitir o nome do autor):

Quando o homem surgiu no planeta, há pelo menos hum milhão de anos, toda a superfície sólida da terra era coberta por diferentes tipos de vegetação. O que temos hoje? Cada geração só destrói um pouquinho. Quem está querendo o Novo Código Florestal? A UDR. Quem são eles? Os maiores latifundiários e destruidores da natureza. São os pequenos camponeses que querem essa reforma? Não. Por que os latifundiários produtivos e improdutivos querem o Novo Código Florestal? Liberdade para destruir sem punição. De quem é o planeta? Deles? Quem vai sofrer as consequencias? Só eles? A propósito, os animais selvágens votaram a favor ou contra o Código? O planeta também é deles. O que eles diriam sobre esse novo código? Eu sou um idiota? Tenho vergonha de pertencer a essa raça que se auto-intitula "Humana".

Veja abaixo uma resposta rápida

Resposta: O homem não surgiu no planeta há um milhão de anos. Hoje temos um superfície sólida coberta por vários tipos de vegetação incluindo os pés de alface que o Sr. comeu hoje no almoço, ou ontem... As gerações não apenas destroem um pouquinho, elas trambém constroem um pouquinho. As casas em que o seu pai e o Sr moraram e moram são dois modestos exemplos disso. A sociedade brasileira está querendo a reforma do Código Florestal. Talvez o Sr. não esteja, mas o senhor foi derrotado no voto no Congresso Nacional democrático. A UDR não existe mais. Os maiores latifundiários não têm problemas para cumprir o Código Florestal vigente. Sim, em grande medida é gente como os dos vídeos abaixo que querem a reforma do Código Florestal. Produtores rurais precisam de reforma do Código Florestal para que não tenham que destruir parte de seus cultivos no processo de adequação à lei vigente. Não sei de quem é o planeta, mas segurante não é seu. Quem vai sofrer as consequências é uma pergunta genérica. Por exemplo, eu vou sofrer as consequencias de um bolo de chocolate que a minha mulher está assando nesse instante e que exala um cheiro maravilhoso. O bolo é feito com farinha de trigo produzido sem Reserva Legal, graças ao bom deus. Animais selvagens não têm direito a voto, apenas animais urbanos o têm. Novamente, não sei a quem pertence o planeta. O que os animais selvagens diriam? Acho que eles diriam muuuu!!! ou oinc! oinc!, talvez. Sim. Finalmente, eu também tenho vergonha que o Sr. pertença a essa raça que se auto-intitulo "human".

Olha aí quem precisa de reforma no Código Florestal:

Comentários

Velvet Poison disse…
PTquePariu, quediabéque esse povo fuma? Dizer que os animais selvagens têm que votar porque o planeta também é deles, é um trem doido demais!

Não vale nem para os ecochatos ecoesquerdistas, porque esses andam sobre 4 patas, mas cavalgaduras não são animais selvagens...
Flávia e Wagner disse…
E o pior é que quem escreveu se intitula professor. Imaginem o seu corpo discente?

Wagner Salles
Tuflos Andros disse…
Ele não vota, Ciro. Barata cascuda não vota! Inseticida nele!
Braso disse…
Só para reforçar, no município de Brazópolis sul de minas, a situação é idêntica, aqui predomina as culturas de banana antes ocupadas com café e também uma significativa lavoura de café que permaneceu, o detalhe é que 95 % das propriedades rurais tem menos de 24 hectares(dados do IBGE) e 60 % da população mora na zona rural, desalojar esse pessoal todo cerca 8000 seres humanos seria um atentado contra os direitos adquiridos desse sofrido povo.
Luiz Prado disse…
Maluco retardado assim sempre existe, sempre existiram, desde os egípicos e maias. Esse é só mais um. Piores são os que vivem nos Jardins da paulicèia desvairada e os que operam com granas de fora, os que simplesmente manipulam ass mentes mais jovens mesmo sabendo que tudo o que dizem é baboseira.
Ana disse…
Sr. Ciro! Será que entendi direito? KKKKKKKKKKKKKKKKKKK Então, há professor protestando porque não houve participação dos bichos no debate sobre o novo código florestal??? KKKKKKKK Tentaram proibí-los de chegar ao rio para beber água, cogitaram cercas e corredores...Se eles pudessem falar, talvez diriam:
Sim, sim, sim, queremos o novo código, sim!!!
Ana disse…
E quando se deparar com um espectro desses pelo caminho, fuja sem olhar para trás. Se ele te alcançar,te arrastára para um vale de lágrimas, cujo caminho não tem retorno. Fuja, como o diabo foge da cruz!Porque a função de um ambientalista radical é fazer do teu sangue fotossíntese para a sobrevivência dele.
Flávia e Wagner disse…
Militontos, jihadistas ambientais, ecoloucos, ecochatos, ambientalistas da miséria, revolucionários da miséria verde, greenmisery, ditadores ambientais do Seculo XXI e "vampiros verdes". Parabéns, Ana. Tenho saudade de nossos questionamentos antes da invasão do blog por estes...

Wagner Salles