Ambientalistas tentam grilar marcha contra corrupção

Os fundamentalistas de meio ambiente estão descontrolados. O site feito por jornalistas militantes do fundamentalismo de 1/2 ambiente acaba de publicar um texto dizendo que a Manifestação Contra a Corrupção que aconteceu em Brasília não era contra a corrupção, era cotra o Código Florestal. Eles perderam completamente a vergonha de mentir. A jornalista Nathália Clark teve a pachorra de afirmar que "cerca de 20 mil pessoas foram às ruas da capital federal para marchar contra a proposta do novo Código Florestal". Clique aqui e veja a mentira no site OECO.

Acorda sociedade. Essa turma está mentindo para enganar você. Corromper a verdade também é corrupção. Diga não as mentiras ambientais.

Comentários

Ciro Siqueira disse…
Em tempo, nem a própria Marina Silva teve a cara de pau de dizer que o protesto do dia 7 foi contra o Código Floresta.

Veja o que saiu publicado hoje no Estadão

"Marina Silva fez analogia entre o movimento contra a corrupção, que promoveu protestos em diversas cidades do País durante o feriado da Independência, e a luta contra as mudanças no Código Florestal. "Se é desvio de dinheiro público, a população entende e se mobiliza. Mas quando se trata de desvios no patrimônio público natural, é mais difícil para as pessoas entenderem"

É preciso ser muito fanático para fazer o que a repórter e o editor do OECO fizeram.
Luiz Prado disse…
E Eco é coisa de adolescente e de maníaco! Em vez de formar jornalistas, como era a intenção original, forma aiatolás, xiitas, obsessivos-compulsivos, paranóicos. É como no caso do apontador do jogo do bicho que senta na esquina, a turma acredita que "vale o escrito" (como está carimbado no papelucho) ainda que nunca ninguém tenha tirado a sorte grande. Esses caras fazem lançamento de movimento em defesa nas florestas em casas de show em Ipanema.
Ciro Siqueira disse…
Acompanho o OECO desde a fundação. A proposta original era fazer uma cobertura alternativa da questão ambiental, mas desbundou ao militantismo jornalístico sem compromisso com os fatos.
Luiz Henrique disse…
Este ambientalismo existente é coisa de macaquinho, passarinho e viadinho.