Produtores rurais americanos se unirão aos ambientalistas brasileiros

Produtores rurais e entidades de consumidores dos Estados Unidos preparam uma dura campanha para evitar que o governo americano permita enfim a entrada da carne bovina de 14 Estados brasileiros em seu mercado. Oficialmente, a alegação é de que a carne bovina brasileira gera o risco de introduzir febre aftosa nos EUA e aumenta a ameaça de surtos de 'E.coli' no território americano. No fundo, trata-se de temor da concorrência do maior exportador mundial de carne bovina.

"O Brasil tem o potencial de colocar extrema pressão de baixa na indústria pecuária americana, por sua capacidade de exportar enormes volumes de carne bovina para os EUA", afirmou Bill Bullard, principal executivo da associação de pecuaristas R-Calf, em entrevista à publicação especializada em comércio "Us Inside Trade".

É nesse cenário que está sendo montada a campanha contra a carne bovina brasileira. Até agora, o Brasil só exporta carne enlatada para os EUA. Com o risco de concorrência, as associações de produtores R-Calf, National Farmers Union (NFU), National Cattlemen's Beef Association (NCBA) e entidades de proteção a consumidores já usam argumentos pesados para impedir que o USDA venha a tomar uma decisao a favor do Brasil. Quando os americanos tentaram fazer a mesma coisa em relação à carne de frango da China, Pequim avisou que levaria o caso aos juízes da Organização Mundial do Comércio (OMC).


Envolta com preços mundiais dos alimentos mais altos da história a própria FAO saiu em defesa dos produtores brasileiros denunciando a campanha dos produtores rurais gringos.O veterinário chefe da agência da ONU, Juan Lubroth, apontou o Brasil como um exemplo no mundo de engajamento contra febre aftosa, com boa cooperação entre o governo e o setor privado na área sanitária. Para o representante da FAO, o Brasil não só vem agindo bem, como tem capacidade técnica para monitoramento na área sanitária.


Não é a primeira fez que produtores americanos se unem contra a produção rural rural brasileira. A National Farmers Union (NFU) participou do relatório Fazendas Aqui, Florestas Là denunciado aqui no Brasil em primeira mão no blog do Código Florestal no post Os Nacionalistas têm razão ?.

O Deputado Aldo Rebelo tem feito insistentes alertas de que a guerra de alguns ambientalistas por criar óbices aos agricultores brasileiros esconde uma guerra comercial com países fortes que têm agriculturas frágeis e subsidiadas derramando dinheiro em ONGs ambientalistas para que essas ONGs enfraqueçam a agricultura forte e competitiva de países frágeis como Brasil, Argentina e países africanos. Veja abaixo o vídeo da campanha dos produtores americanos para transforar o Brasil em unidade de conservação do mundo.



Comentários

Selso disse…
só uma lembrança:
isto foi feito pelo pessoal do Union of Concerned Scientists, que segundo um estudioso brasileiros é uma organização comunista norte americana !
Este pessoal gosta muito do jogo duplo, ou da "estratégia das tesouras" do Stalin.
Como diz o ditado "olho vivo e pé ligeiro"!!
Selso disse…
só uma lembrança:
isto foi feito pelo pessoal do Union of Concerned Scientists, que segundo um estudioso brasileiros que moa lá, é uma organização comunista norte americana !
Este pessoal gosta muito do jogo duplo, ou da "estratégia das tesouras" do Stalin.
Como diz o ditado "olho vivo e pé ligeiro"!!
Tiago disse…
Que absurdooo!!!! Cada dia mais me surpreendo com os discursos que inventam.... e o pior que tem muito brasileiro batendo palma pra isso