Mais denúncias de corrupção no Ministério da Agricultura

A revista Veja dessa semana trás mais denúncias de corrupção e roubalheira no Ministério da Agricultura. As novas denúncias envolvem a primeiro escalão o Ministério e o próprio Ministro Wagner Rossi. Na semana passada Rossi já foi ao Congresso se explicar por causa as denúncias feitas por um de seus subordinados. Já passa da hora dos produtores rurais manifestarem ostensivamente que querem Rossi fora do Ministério da Agricultura.
Wagner Rossi se explicando feito um menino cagado perante parlamentares do Congresso Nacional. Foto de Antônio Cruz da Agência Brasil
Passamos por um momento crucial. Nos próximos meses haverá uma batalha encarniçada no Senado em torno do Código Florestal. Os ambientalistas estão coesos e focados em esculhambar a agricultura nacional e tomar o controle do Código. A ministra do Meio Ambiente e seus assessores estão trabalhando duro junto aos Senadores tentado fazer com eles o que não conseguiram fazer com Aldo Rebelo. Marina Silva está reunindo seus militontos urbanos bem alimentados para jogar a opinão pública urbana contra o texto aprovado na Câmara.

Enquanto isso o Ministro da Agricultura está se defendendo de denúncias de corrupção em sua pasta. Wagner Rossi já foi incapaz de defender o setor rural nos debates do Código Florestal. Não fosse por Aldo Rebelo o Ministério do Meio Ambiente teria ditado o novo texto e os produtores rurais continuariam sob a opressão do fundamentalismo ambiental do Ibama.

A Agricultura Nacional merece mais do que um pusilâmine acusado de corrupção à frente do Ministério. Ainda que não seja um corrupto Wagner Rossi deve ser chutado para fora do Ministério. O setor rural precisa de alguém capaz de fazer frente aos desafios dos próximos meses.

Veja as novas denúncias contra Wagner Rossi: Com sala privativa no Ministério da Agricultura, lobista libera verbas e corrompe servidores . Leia matéria completa na Revista Veja dessa semana.

Comentários

Ciro Siqueira disse…
Forte abraço ao pessoal do Notícias Agrícolas que resolver se omitir e abraçar esse borra botas do Wagner Rossi em troca de patrocínio público ao invés de se manter firme na defesa do produtor rural.
Fui colunista por muitos anos do Noticias Agricolas e tive que sair, pois conclui que seus dirigentes podem estar mais que vendidos para os Governos, Entidades e granes empresas. Ou seja, pregam uma coisa para os produtores rurais e fazem exatamente outra, infelizmente. Climaco Cezar
Luiz Prado disse…
Se o ministro entendesse de pelo menos tivesse curiosidade por agricultura, ja seria bom demais!
Eduardosman disse…
Mas isso vcs não sabiam.ç Michel Temer, Luiz Henrique da Silveira e Wagner Rossi, são tudo Farinha do mesmo saco. Agora vcs não sabiam, né?
Ana disse…
Ministro da agricultura que não defende os agricultores, serve para ser ministro? Agora, diante da crise corrupta dentro do ministério, dá para entender o silêncio do ministro quando da aprovação do novo código florestal.