Ambientalistas governamentais se armam contra o povo

O jornal Folha de São Paulo informa hoje que o ICMBio (Instituto Chico Mendes) acaba de comprar, sem licitação, kits com gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha. Os kits custaram R$ 3 milhões.

Também estão sendo comprados kits de uso coletivo, com lançadores, balas de espuma de impacto expansivo, sinalizadores luminosos e bombas de gás lacrimogêneo. Eles ficarão em Brasília e em "lugares mais críticos", especialmente na Amazônia.

Ambientalistas de fora do governo, os chamados ambientalistas não governamentais, questionam a utilidade do gasto. Armas não letais, afirmam, são comuns em conflitos em área urbana, se é preciso dispersar multidões, por exemplo. "Não consigo perceber a utilidade disso", disse à Folha a especialista em conservação e fundamentalista de 1/2 ambiente Maria Tereza Jorge Pádua, ex-presidente do Ibama, que dirigiu os parques nacionais por 14 anos. "Bala de borracha e spray de pimenta eu nunca vi, nem no Brasil, nem nos países que eu frequento."

Engana-se quem supõe que os ambientalistas do governo estão se armando para defender a natureza. "Não estamos montando um grupo de controle de distúrbios", disse o diretor de Proteção Ambiental do ICMBio, Paulo Carneiro à Folha. "É para o caso de a gente precisar sair de algum lugar onde os agentes estejam sob ameaça." Mello lembra um episódio recente em Lábrea (AM), onde quatro servidores precisaram ser retirados às pressas do escritório do instituto para não serem linchados pela população, segundo ele, incitada por madeireiros.

Eles estão se armando para se defenderem das pessoas. Isso porque a estratégia de preservação ambiental dos fundamentalistas de 1/2 ambiente de dentro e de fora do governo é a asfixia social em nome da proteção ambiental. Eles protegem o meio ambiente aniquilando a economia convencional que depende de recursos naturais para sobreviver. O resultado é mais preservação a custa da miséria de quem vive nas regiões preservadas.

Os ambientalistas do governo precisam se armar para se defenderem das pessoas que oprimem e violentam em nome da preservação ambiental. É pra isso que os fundamentalistas de 1/2 ambiente do governo precisam de armas não letais.
video

video

Comentários

"SOLDADOS" DA NOVA ORDEM MUNDIAL (QUE EXPANDE NO MUNDO), COMEÇAM A CONTROLAR TERRAS NO BRASIL, PARA TAL, TRANSVESTEM-SE DE "AMBIENTALISTAS" E ESTÃO INFILTRADOS NO GOVERNO.

ELES SÃO ESPECIALISTAS EM COLOCAR NA MENTE DA MASSA, E PRINCIPALMENTE NAS MENTES DOS AMBIENTALISTAS MAIS FANÁTICOS, UMA NECESSIDADE URGENTE DE "SALVAR" O PLANETA NO INTUITO DE CRIAR LEIS PARA MELHOR CONTROLE.

(SE VOCÊ É UMA PESSOA PREOCUPADA C/O MEIO AMBIENTE, ELES PODEM ESTAR USANDO VOCÊ!!!)


O OBJETIVO PRINCIPALMENTE DELES É NÃO DEIXAR OS RECURSOS NATURAIS NAS MÃOS DA MASSA, E ESTÃO DE OLHO NOS PAÍSES POBRES QUE TENDEM A SE DESENVOLVER.

ESTES "SOLDADOS" TAMBÉM ESTÃO EM OUTROS SETORES, TRABALHANDO ARDUAMENTE PARA MANTER A AGENDA GLOBAL, LUTAM CONTRA O TEMPO PARA CONTROLAR TUDO, POIS O TEMPO PARA LANÇAR UM "GOVERNO" MUNDIAL, ESTÁ CHEGANDO.

OBS.: SE VOCÊ NAO ACREDITA NISSO AGORA, COM CERTEZA ACREDITARÁ MAIS TARDE, POIS AS EVIDÊNCIAS VÃO AUMENTAR ASSUSTADORAMENTE.
jerson disse…
SE ELES FOSSEM AMBIENTALISTAS, GASTARIAM ESSE DINHEIRO COM CULTIVO DE MUDAS PARA REPLANTAR EM ÁREAS DEVASTADAS, MINISTRAIAM CURSOS PARA AS CRIANÇAS SABEREM COM CUIDAR DO MEIO AMBIENTE, ELES GASTARAM MENOS E DEVEM TER EMBOLSADO A DIFERENÇA, ISTO É
USARAM MAL DO DINHEIRO EM PROVEITO PRÓPRIO, SEW ELES FIZESSEM O BEM NÃO PRECISARIAM
SE DEFENDER, DO QUE ? ELES QUEREM FERRAR COM OS AGRICULTORES ISSO SIM