Quando a ciência e jornalismo de unem para explicar um mundo que não existe

O Estadão de hoje trás mais uma reportagem tentando justificar o Código Florestal vigente desmerecendo o esforço de modernização empreendido pelo Deputado Aldo Rebelo. A jornalista Tânia Rabelllo expõem uma dissertação de mestrado que mostra "cientificamente" que a floresta em pé vale mais do que um plantio de soja. É curioso como a ciência, que nasceu para explicar o mundo real, e o jornalismo, que nasceu para expô-lo, podem se juntar desnaturando-se para expôr um mundo irreal.

Fico me perguntando que tipo de idiota destruiria uma floresta, que vale muito, para botar um plantio de soja, que vale menos. Isso equivale a rasgar dinheiro. No mundo real ninguém faz isso. As florestas tombam porque valem pouco no mercado.

A reportagem cita uma dissertação de mestrado que calculou o valor dos serviços ambientais de uma floresta e esse valor é alto. Ocorre que esse é um valor de não mercado. Ninguém paga por ar puro, ou água limpa. O valor de mercado das florestas é muito menor do que as opções de uso da terra sem floresta como soja, milho ou carne pelas quais muitos pagam.

Na reportagem o agrônomo Fernando Veiga, da ONG The Nature Conservancy, estima que desde 2007, no máximo mil produtores rurais já receberam algum dinheiro de programas de Pagamentos por serviços ambientais no País. Segundo Veiga os valores ficam na média de R$ 80 a R$ 200 por hectare/ano. Esse número é seguramente inferior ao número de funcionários de ONGs, como o próprio Veiga, que recebem por ano muito mais do que isso sem preservar uma única moita de lacre.

O que impressiona é como ciência e o jornalismo vem empreendendo um esforço para explicar e contar um mundo irreal. É por essas e outras que eles têm dificuldade de entender como o Relatório do Aldo teve tantos votos.

Comentários

Petterson disse…
Ciro,

o papo de anistia está tomando os jornais. Mas a retirada das multas passadas e futuras para desmatamentos até 22/07/2008 só acontece sob o cumprimento de três condições muito claramente especificadas no decreto vigente e no projeto do novo código. Até onde eu sei, a anistia dada a um grupo social só pode ser incondicional. Se o grupo puder optar por cumprir algumas condições para só então ser perdoado, isso nada terá a ver com anistia.

De forma que o argumento de anistia é completamente destrambelhado. Precisariam antes ir ver o que significa anistia. Fazem mais ou menos como os que acusam a ditadura de genocida (assassina, sim, genocida, não).
Luiz Henrique disse…
É isto ai Peterson, não existe anistia às multas, nem no Decreto Presidencial e muito menos no Relatório de Aldo Rebelo, o que existe e parece que parte da mídia não entende, ou não quer entender, é a troca da multa por serviços ambientais, é uma medida pratica e logica.
São medidas que os ambientalistas deveriam aplaudir quem não cumprir não estará anistiado, mas sabemos que os reais interesses destas ONG$ Ambientai$ não é o meio ambiente.
Luiz Prado disse…
Jornalista famosa quem, mesmo? Isso que essa rapaziada anda fazendo não tem nada a ver com jornalismo, e sim com ideologia. Jornalista mal formado e mal pago dá nisso.
RAFAEL SOOOA disse…
O problema meu nobre amigo é que se essa falácia que chamam de código florestal, que tá mais para rural, beneficia so o lucro e os grandes produtores rurais. Tudo bem precisamos de comida, precisamos de terra para plantar, então aprove o código e verás em breve a falta dessa alimentação, que eu saiba rios e lagos são necessários para agricultura. O código deve mudar, sim! mas erros grotescos no txt trarão problemas piores que os atuais.Anistia para capitalistas, fim dos reservatórios de água, fim da floresta. Bem nesse ano da Floresta, belo presente é dado. Mas enfim temos os politicos comprados que merecemos. não temos dinheiro, aeh já começamos perdendo.
Ciro Siqueira disse…
Você está falando do Código Florestal ou do livro do apocalipse?
RAFAEL SOOOA,

QUAIS OS ERROS GROTESCOS DO NOVO CÓDIGO?

O QUE EXATAMENTE PRECISA SER MUDADO?

O QUE LEVA VOCÊ A CRER QUE A APROVAÇÃO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL PODE NOS LEVAR A GRANDE TRIBULAÇÃO?

AMADO, O BRASIL SERÁ O GRANDE CELEIRO ALIMENTÍCIO DO MUNDO, INCLUSIVE O PRÓPRIO DEUS JÁ FALOU ISSO NO MEIO DOS VERDADEIROS CRISTÃOS E PROFETAS DE DEUS, POIS O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO MOMENTO É ESPIRITUAL, POIS FORÇAS DEMONÍACAS ESTÃO USANDO OS SOLDADINHOS VERDES PARA IMPEDIR ISSO.(NÃO PARECEM ENFEITIÇADOS?)

NA REALIDADE, SATANÁS E SEUS PRINCIPADOS DEMONÍACOS ESTÃO ARMANDO UM ESQUEMA PARA TRAZER FOME NO MUNDO PARA LANÇAR O ANTICRISTO, MAS O BRASIL VAI CARREGAR NAS COSTAS O MUNDO TODO FAMINTO!

BEM, FOI DEUS QUE FALOU ISSO!

POR QUE VOCÊ ACHA QUE A AGROPECUÁRIA DO BRASIL ESTÁ EXPLODINDO EM TÃO POUCO TEMPO?

VAI SER O NÚMERO UM NO MUNDO TODO!!

AH E TEM MAIS, LOGO VOCÊS VERÃO MUITOS GUERREIROS DE DEUS SE LEVANTANDO EM TODA PARTE, LUTANDO CONTRA AS OBRAS SATÂNICAS.

NÓS VAMOS GANHAR MUITAS BATALHAS PARA DEUS E COM O TEMPO SEREMOS TIRADOS DA TERRA.

E QUANDO FORMOS TIRADOS DESTE PLANETA, A GRANDE TRIBULAÇÃO INICIARÁ E A MARCA DA BESTA SERÁ ESTABELECIDA, DAÍ TODOS VERÃO A MAIOR PARTE DA TERRA SER DESTRUÍDA.

QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA!
Braso disse…
Para a guerra santa, vou construir uma arma mortal contra os ecoterroristas baseada no esvaziamento de arroz, feijão e carne na mesa desses celerados oportunabientalistas. rsrsrsrsrsrsr
Luiz Henrique disse…
Rafael, você esta muito mal informado.
A grande conquista deste Novo Código a ser aprovado é justamente beneficiar os pequenos produtores, estes não terão a obrigação da Reserva Legal, uma outra conquista que fara um mínimo de justiça aos médios e grandes, é a inclusão de APP como parte de RL, esta é uma medida sábia, a agua é um beneficio, tem de ser uma riqueza em uma propriedade e não um estorvo, com este Código vigente (antigo) propriedades com muita agua se desvalorizaram.
Quando vc menciona “Anistia aos Capitalistas”, esta levando o assunto para o campo ideológico, Aldo Rebelo como Homem sensato que demonstrou ser, depois de muitas audiências e percorrer o interior de todo o Brasil, não seguiu esta linha, pense nisto.
Flávia e Wagner disse…
Ciro e Senhortodopoderoso, não percamos tempo com os desesperados que nem sequer sabem o significado de área de preservação permanente, suas funções e, por isso, mesmo lendo, não entendem o relatório vitorioso.

Wagner Salles
Flávia e Wagner disse…
Ciro e Senhortodopoderoso,

não percamos tempo com os desesperados que nem sequer sabem a definição de área de preservação permanente, suas funções, faixas marginais e, por isso, mesmo lendo, não entendem o relatório vitorioso.

Wagner Salles