Veja nesse vídeo o que há de desumano no ambientalismo de Marina Silva

É uma pequena parte de um documentário americano. Veja o restante em www.luizprado.com.br

Comentários

Luiz Henrique disse…
É por isso que a Santa Marina do Pau Oco teve uma votação insignificante em sua terra.
O Estado não tem o direito de tirar o modo de sobrevivência de uma família sem oferecer outro.
betinha disse…
É realmente triste ver uma família perder o seu ganha pão.. Entretanto é intolerável ver a destruição do meio ambiente.O governo tem que combater sim,contra essas ações e dar um outro trabalho para essa gente,não pode continuar com essas práticas contra o meio ambiente.As pessoas tem que parar de ser ignorante e pensar no futuro.
Ciro Siqueira disse…
Mas é exatamente aí que está o problema, minha querida.
Você tem toda razão. "Essa gente", como você diz, não pode continuar com essa atividade predatória.
Acontece que a turma da Marina da Silva não se preocupa em "dar um outro trabalho para essa gente".
Ambientalismo pra eles é proteger o meio ambiente. Milhares de famílias como essa perdem o ganha pão todos os dias na esteira o ambientalismo do Greenpeace e da Marina Silva.
Esse blog não luta pela destruição ambientel. Esse blog luta por um ambientalismo que não fornique o povo que não tem outra alternativa de vida a não ser a economia convencional.
emanuel disse…
> Caros, essa cenas são chocantes e nos que lemos esse excelente blog sabemos disso e vivemos isso no nosso dia-a-dia. Precisamos, entretanto, fazer com que os URBANOS assistam esse videos pois eles NÃO SABEM DISSO! A propsito, o Roberto Rodrigues / CNA estão lançando em julho proximo uma campanha para valorização do produtor de alimentos: taí a oportunidade!
Luiz Prado disse…
"Essa gente" nem existe na cabeça da turma da Marina, os Greenshits e os zumbialóides paulistanos do Fasano! "Essa gente" é GEN-TE. Vê lá se eles estão interessados num mínimo de qualidade de vida. Por todo o interior da Amazonia é "essa gente" que "atrapalha" as imagens que eles tentam vender da Amazônia para ganhar mais um trocado para os seus próprios bolsos. E só!