sexta-feira, 27 de maio de 2011

Setor rural cedeu, radicais do ½ ambiente, não. Entrevista de Aldo Rebelo (vídeo)

Caros, vejam essa entrevista do Deputado Aldo Rebelo ao portal Vermelho. Recomendo. Entre outras coisas, Aldo desmistifica a acusação de que seu relatório e "ruralista".

2 comentários:

  1. FOME NA EUROPA...ISSO MESMO!

    CONTROLARAM TANTO A AGRICULTURA POR LÁ, AGORA ESTÃO COLHENDO AS CONSEQUÊNCIAS.

    ELES FORAM PEGOS DE SURPRESA PELAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS, QUE NAO TEM NADA A VER COM A INFLUÊNCIA DO HOMEM NA NATUREZA E, POR OUTRO LADO, ENGANADOS PELA FALSA IDEIA DE QUE PODERIAM CONTINUAR A FORNECER ALIMENTOS SUFICIENTE A POPULAÇAO DAQUELE GRANDE CONTINENTE SEM MUDAR SUAS POLÍTICAS DE USO DE SEMENTES MAIS RESISTENTES A TAIS MUDANÇAS CLIMÁTICAS.

    Fome na Europa aproxima-se:(PRODUÇAO AGRÍCOLA INSUFICIENTE)

    A políticas agrícolas na Europa têm sido desastrosas. Já não se produz trigo em quantidade suficiente, sendo necessário importar grandes quantidades. Isso sujeita o velho Continente à vontade do fornecedor quem, sob chantagem, pode fazer todas as exigência que desejar em qualquer outro sector.

    Notícias de hoje dizem que «de acordo com as associações de consumidores italianas, o preço das massas, produto muito apreciado, aumentou cerca de 750 por cento nos últimos 20 anos.» Para reclamar por esta situação aquelas associações decretarem que ontem seria o Dia Sem Massa, apesar de se tratar de um prato indispensável para os italianos.

    Sem autonomia alimentar, a Europa deixa de ser uma União viável, independente. Está nas mãos do seu fornecedor, para todos os efeitos que ele desejar. Não é previsível saber quais as consequências num futuro a médio e longo prazo. E as perspectivas agravam-se com o facto de algumas forças abusarem do preconceito contra a generalidade dos produtos alimentares transgénicos, os quais, com a sua resistência a aos ataques parasitas, garantiriam a quantidade de alimento conveniente. Mas o receio de que todos eles possam ter implicações na saúde humana irá contribuir para que morramos saudáveis, mas ainda jovens e mirrados pela fome.

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre militei na esquerda, fiquei até com muito estarrecimento com o governo ditatorial do PT, mas hoje estou orgulhoso do grande deputado e companheiro Aldo Rebelo, nacionalista e dedicado ao nosso pais com a grandeza de um Monteiro Lobato.

    ResponderExcluir

Não escreva seu comentário em caixa alta. Só quem pode gritar aqui sou eu.
Comentários com links para outras páginas terão grande chance de serem recusados.