Terrorismo ambiental: Ibama vai multar e embargar, diz diretor do órgão

"Estamos fiscalizando, o Ibama vai multar e embargar as propriedades”, disse hoje a jornalistas da Agência Brasil o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo. Evaristo tentou construir aos jornalistas da Agência o sofisma de que o Relatório de Aldo Rebelo elevará o desmatamento na Amazônia. Segundo ele, o Ibama continuará fustigando concretamente os produtores rurais para evitar a tragédia ambiental imaginária.

Esse tipo de atitude xiita dos ambientalistas governamentais está por trás do movimento político por reformulação do Código Florestal. Os produtores rurais simplesmente não toleram mais serem tratados como canalhas pelos agentes do governo.

Comentários

Braso disse…
Com declarações como essas que mostram que os agricultores de todo Brasil tem que continuarem mobilizados, mas em contra partida mostra que as manifestações que estão vindo do campo já meteu medo nos ecoterrorista como esse desclassificado diretor do Ibama, mantido pelo nossas contribuições em forma de impostos. Vamos continuar unidos e coesos que é a unica maneira de defender o alimento na mesa dos brasileiros.
Luiz Henrique disse…
O IBAMA, assim como os órgãos ambientais estaduais, acham que tem (ou tem) os demais poderes constituídos da Republica, ou seja o Executivo, Legislativo e o Judiciário. Ele faz a lei, executa e julga. Quando democraticamente a sociedade quer mudar este sistema ele vem com ameaças, o Brasil ainda precisa caminhar muito para alcançar uma verdadeira Democracia
José disse…
Terrorismo faz a bandidagem do latifúndio que grilaram terras e desmatam diante do olhar complecente do poder público. São predadores do futuro que fazem tudo por dinheiro. Se queixam de barriga cheia de tantos calotes que jé deram no Banco do Brasil. Qdo. a safra é boa vão pra Miami gastar a grana. Qdo. frustra a safra pedem socorro pro governo.Isto é. Privatizam os lucros e socializam o prejuízo! Vamos multar simmm!!
Ciro Siqueira disse…
Vamos multar, simmm!!
Esse vamos é emblemático. És fiscal do Ibama, José?
Vão multar o produtor rural e depois vão fazer o quê? Vão comemorar numa churrascaria comendo arroz de várzea com carne sem RL assada com carvão ilegal e café de topo de morro?
Luiz Henrique disse…
Jose.
Acho que vc esta misturando as coisas, não vamos misturar bandidagem que existem em todos seguimentos da sociedade, com quem trabalha honestamente.
Para grilagem e bandidagem os rigores da lei!
Se algum produtor teve um resultado de safra que possa viajar, sorte e competência dele e que desfrute de suas férias merecidas.
Quanto a socorro do Governo e do Bco do Brasil em caso de frustração de safra, este socorro só se converte em alongamento do prazo para pagar suas dividas, com os devidos juros e correção monetária, alias subsidio agrícola quem tem são os agricultores Norte Americanos e Europeus e ainda não são obrigados a ter Reserva legal e muito menos áreas de Preservação Permanente.
Ana disse…
O dos problemas no código florestal vigente é que despertou em alguns a síndrome do pequeno poder.Se não pode com o chefe, agride a criança e assim por diante. Desta forma, infiltrou-se no meio,muitos incompetentes querendo ditar regras e normas em nome do planeta.Muitas vezes, qualquer pé de chinelo se acha salvador do mundo quando não cuida nem do próprio quintal. Só rindo!!