Código Florestal: Processo de grilagem do PV afasta Marina Silva do debate

Sarneyzinho teve um encontro essa semana com o Deputado Aldo Rebelo. Mini Sarney fez sugestões ao relatório que foram acolhidas por Aldo. Ao final do encontro os dois, Aldo e Sarneyzito, posaram para fotos. Marina Silva viu as fotos. Pegou o telefone e ligou para Sarneyzinho. Exigiu que ele explicasse por que diabos estava sorrindo ao lado de Aldo Rebelo. Sarneyzito não gostou do pito e o devolveu a ela. Disse a Marina que ela estava desinformada e por fora dos debates sobre o Código Florestal e que se os verdes perdessem a disputa, parte da culpa era dela.
Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil 
Madre Marina de Xapuri está mesmo por fora dos debates sobre o Código Florestal. Nos últimos dias ela está “empennhada” em grilar o PV. Depois de perder as eleições presidenciais, Marina e seus Marina’s boys estão travando uma guerra encarniçada para destituir o atual presidente do PV, José Luiz Penna, e tomar conta da máquina partidária.


Além de Mini Sarney, alguns deputados do PV, que não querem se identificar temendo represálias da futura “dona” do partido, vêm fazendo críticas à ausência de Marina Selva do jogo político. Os deputados reputam à ausência de Marina a iminente derrota dos verdes na questão do Código Florestal. As ONGs saíram em defesa do seu ícone Marina Silva. Mario Mantovani, da ONG SOS Mata Atlântica e Adriana Ramos, da ONG Instituto Socioambiental, afirmaram que Marina tem sido importante no debate, mas que “nem tudo o que gente faz aparece”. Snif, snif.

Apesar da defesa das ONGs, as críticas dos deputados do PV surtiram efeito. Madre Marina de Xapuri anunciou uma entrevista coletiva no próximo domingo sobre o Código Florestal quando defenderá o adiamento da votação do relatório de Aldo Rebelo. Ainda não está certo se Cristiane Torloni ou Bono Vox participarão da coletiva. Para Marina e seus Marina’s boys, entretanto, a prioridade nesse momento é efetivar a grilagem do PV, mas sempre dá para fazer um showzinho e tentar salvar o mundo.

Comentários

Luiz Prado disse…
Tomara que essa chata, chatérrima, amigona e defensora das reservas extrativistas da Natura e do atraso geral na gestão de recursos naturais, que nunca saiu mentalmente de Xapuri, que foi um voto de protesto - tipo vota Cacareco - nas últimas eleições, saia de cena de uma vez por todas. Ela é a retaguarda do atraso na gestão ambiental do país, só empatando com o seu oponenete-similar, Sarneyzinho.
wagner disse…
Ditadura do século XXI
A quem interessa uma lei (leia Código Florestal) que inviabiliza o uso do solo em 90% no bioma amazônico (RL=80% + APP), inviabiliza o uso do solo em 100% do pantanal (RL + espelho d’água sazonal + APP), inviabiliza o uso do solo em 75% (média) na região montanhosa do país (RL=20% + várzeas=espelho d’água sazonal + APP=todas da lei 4.771/65 atualizada pelos “ecossocialistas”) e, de quebra, força o êxodo rural e prolifera os latifúndios?
A quem interessa uma lei que irá trazer vários custos aos produtores (perda de produtividade, etc), custos aos cidadãos (aumento de preços devido menor oferta de alimentos, etc), custos ao governo (aumento da inflação, etc)?
Considerando que a CNA, representada pela Sra. Senadora Kátia Abreu não faz nada, além de exposição na mídia para dizer que os países produtores de tecnologia não possuem RL, etc.;
Considerando que as Federações Estaduais da Agricultura e os Sindicatos dos Produtores Rurais não fazem nada, além de reclamar da falta de pagamentos das contribuições, penso que só nos resta apelar para que o incansável Aldo Rebelo não desista, mesmo estando só, e esperar da nossa Excelentíssima Presidenta Dilma que, ela sim, sabe a abissal diferença entre socialismo libertário anti império e ecossocialismo libertário pró império, dê um desfecho favorável à nação e não contribua com a nova ditadura.
Wagner Salles
osenhordashostes disse…
DITADURA AMBIENTAL: SOBERANIA NACIONAL EM RISCO!

Estamos perdidos, ao menos que saiamos às ruas para protestar, mas quem faria isso?

Os Agricultores?

Será que o resto da sociedade entende a profundidade da situação? (Mal sabe ela que esta Ditadura irá atingir em cheio a todos nós agricultores ou não)

Mesmo depois da aprovação do Novo Código Florestal(que está longe de ser o ideal), eles não vão desistir, já trancaram com chaves a Amazônia, agora estão de olho no Bioma dos pampas, além de outros ATRASOS feitos por eles, já mencionados aqui por outros participantes.

Nada está acontecendo por acaso, mas tudo é orquestrado como um plano diabólico para imobilizar toda a Nação.

A tática deles é simplesmente fazer a cabeça da população (da massa)e com isso, novas Ongs irão surgir para lutarem a favor deles, com isso, o setor produtivo irá se moldando a eles mais e mais, chegando a um ponto onde a Agropecuária irá se estabilizar ou irá sucumbir de vez, ao menos que, como disse, nos levantemos contra tal Ditadura.

Lembre-se, com todo este processo de perda das terras que eram destinada a agricultura, mesmo com o avanço de novas tecnologias, não serão o suficiente para evitar estagnação, porque o processo de perda vai continuar sem data para parar, inclusive vão abrir novas demandas para implantaçao de grandes parques florestais e no final, será um desastre, porque o nosso país já é em grande parte selva.

Por causa disso, provalmente teremos de importar muitos produtos de outros países, significando mais pobreza também.

Agora não é somente a Amazônia que está em jogo, mas todo o território brasileiro.

Os países ricos já conseguiram juntar a sociedade brasileira próximo ao abismo, agora é só empurrar...tudo isso, com o pretexto de "salvar os nossos Biomas"(como se o Brasil tivesse que ter florestas como tinha quando ele foi descoberto), ou ainda, com o pretexto de salvar o Planeta, dizendo que o Brasil tem condições de ser um herói nesta missão.

O pior é que a maioria do cidadão simples nem se dá conta disso e continua suas vidas como se nada irá acontecer, mas no final, toda a economia do Brasil será afetada e toda a sociedade irá pagar.
Ana disse…
Não entendo nossos políticos. Se eles têm consciência do real papel de ongs estrangeiras em nosso país juntamente com outros ambientalistas de araque, e mesmo sabendo que as exigências que fazem aqui não são importantes para os países deles porque ainda assim se curvam em atendê-los deixando nosso povo em segundo plano e o país à deriva? Por que não lutam para tirar o Brasil frente ao precipício que se desponta?
osenhordashostes disse…
Ana disse...

Por que não lutam para tirar o Brasil frente ao precipício que se desponta?

ANA,

A PRINCIPAL ENTIDADE QUE ESTÁ POR TRÁS DE TODA ESTA MUDANÇA SUTIL VISTA HOJE NO MUNDO, NÃO SOMENTE NO CAMPO DA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE(UM TANTO AGRESSIVA NO BRASIL), MAS EM OUTRAS ÁREAS TAMBÉM, É A ONU.

ELA ESTÁ EMPENHADA EM CRIAR UM GOVERNO GLOBAL, O QUE NA BÍBLIA É MENCIONADO COMO O ANTICRISTO E ELES QUEREM SE APODERAR O MÁXIMO POSSÍVEL DE RECURSOS NATURAIS NO GLOBO.

DAÍ, O GOVERNO FEDERAL TEM DE SEGUIR AS REGRAS QUE VÊM LÁ DE CIMA, E CONCORDAR COM AS ONGS QUE TÊM TODO O APOIO DA ONU.

POR OUTRO LADO, JÁ NÃO BASTASSE ISSO, MUITOS PAÍSES RICOS PRINCIPALMENTE DA EUROPA, NUTRE O TEMOR QUE O BRASIL CRESÇA O SUFICIENTE A PONTO DE CONCORRER COM ELES NA PRODUÇAO DE ALIMENTOS, POIS O BRASIL PODE COLOCAR GRANDES QUANTIDADES DE ALIMENTOS NO MERCADO MUNDIAL, MAS NÃO TANTO EM QUALIDADE, DAÍ A CONCORRÊNCIA DE PREÇO.

NÃO É A TOA QUE VEMOS NO BRASIL A ATUAÇAO UM TANTO AGRESSIVA DAS ONGS QUE BUSCAM NEUTRALIZAR TERRAS E BRECAR O NOSSO DESENVOLVIMENTO, COMO VISTO NO CASO DA CONSTRUÇÃO DA BELO MONTE, ONDE ONGS DE ALGUMAS PARTES DO MUNDO AGIRAM COMO FORMIGAS PERTURBADAS QUANDO SÃO ATACADAS, SE POSICIONANDO CONTRA, ALEGANDO QUE A OBRA CAUSARIA IMPACTO AO MEIO AMBIENTE, EXAGERANDO EM SEUS DISCURSOS, MAS NESSE CASO NÃO HOUVE MUITA OPOSIÇAO OU NADA POR PARTE DA ONU, POIS ESTÁ CLARO QUE O NEGÓCIO DELA É TERRA.

EVIDENTEMENTE QUE EXISTEM ONGS BEM TENCIONADAS, MAS ACABAM ABSORVENDO TODA A SUJEIRA DAS OUTRAS SEM SABER QUE HÁ TODA ESSA DISPUTA, PRINCIPALMENTE DA AMAZÔNIA E DOS OUTROS RECURSOS POR TODO O BRASIL.

QUEM GANHARÁ ESTA PELEJA?