Aldo Rebelo não acatará totalmente o acordo do governo

Caros, na semana passada o frouxo do Wagner Rossi, Ministro da Agricultura, se ajoelhou diante da Ministra Izabella Teixeira, do 1/2 ambiente, e ACEITOU que entrasse no acordo do governo o fim da isenção de Reserva Legal para propriedades até quadro módulos rurais. Aldo Rebelo, que já havia me dito por telefone que não acataria esse ponto da proposta do governo, voltou a dizer isso publicamente no Portal G1. Veja o que disse Aldo Rebelo sobre isso:

"O governo quer a solução para o problema, precisa disso. A única coisa que eles estão contra hoje é dispensar de recomposição a reserva legal para os pequenos. Me apresentaram como solução para o problema, mas isso não vou adotar. Se o governo quiser, vai ter que mobilizar os partidos. Não vou fazer porque considero socialmente uma tragédia. É o mesmo que decretar o extermínio de uma parte da agricultura familiar. Cada metro quadrado para eles é muito importante, para produzir, se sustentar. É preciso ter muito cuidado."

Tá vendo aí, Wagner Rossi, é assim que se faz. É esse tipo de atitude que diferencia um grande político, um homem de princípios, de um frouxo medíocre. Leiam a íntegra da entrevista de Aldo Rebelo no G1: Governo quer acabar com agricultura familiar, diz relator do Código Florestal Essa entrevista é simplesmente impressionante.

ATENÇÃO PRODUTORES RURAIS. Atenção PEQUENOS produtores.

O governo pode RETIRAR o apoio de alguns partidos a esse ponto dos relatório. Esse item do relatório deverá ser decidido no voto em plenário e o governo pode, na melhor das hipóteses, liberar a bancada para votar como quiser. Na pior, pode usar o acordo do governo, com o qual o frouxo do Wagner Rossi concordou, para orientar o voto contrário da bancada. Nesse caso os pequenos produtores podem perder no Congresso. É hora de vocês se levantarem. Pressionem o governo, procurem seus deputados, porque esse é o principal ponto do relatório para os pequenos produtores rurais.

Comentários

osenhordashostes disse…
Esse Sarneyzinho e todo o Partido Verde do demônio Gaia, não deveriam se alimentar de produtos oriundos da agropecuária, mas se alimentarem de folhas de árvores até o resto de seus dias.

Absurdo, 80% de reserva legal na Amazônia!

Absurdo, reserval legal para miseráveis agricultores, APPS em topos de morro, e outras bizarrices que só encontram mesmo é neste País de confusão chamado Brasil..

...e ainda por cima o Governo parece apoiar esta ideia de que preservar DESSA MANEIRA é algo fabuloso, mas ao contrário, isso é nada mais que um atraso de vida, pois os países ricos não adotam este sistema rígido em "preservar" a natureza, porcausa de um suposto aquecimento global que nem existe consenso entre os cientistas em relação a este tema.
osenhordashostes disse…
"...Tá vendo aí, Wagner Rossi, é assim que se faz. É esse tipo de atitude que diferencia um grande político, um homem de princípios, de um frouxo medíocre..."

Você tem toda a razao, Ciro!!

O Senhor Rossi está mais preocupado em atender as demandas do Governo, do que fazer oposiçao a ele a favor dos agricultores.

O agricultores precisam de um representante igual a ele?

Para quê?

O papel dele é mostrar aos "demônios verdes" e ao Governo que não é obrigaçao do agricultor plantar árvores, pois cabe ao Governo fazer isso(já que ele quer atender as exigências da ONU).

O dever do produtor é produzir alimentos e não formar mais selva do que o Brasil já é.

Parece que nem isso, o Senhor Rossi percebe!
Braso disse…
Nem falo o nome desse individuo que se diz ministro da agricultura, vira-lata latindo tem mais voz entre nós pequenos agricultores que esse meliante. Viva Aldo Rebelo, verdadeiro patriota e brasileiro decente e correto.