O sofisma de Sarney Filho

Joseph Goebbels: o relações
pública de Hitler
Um sofisma é um argumento malicioso usado para enganar alguém. É trabalhado para parecer lógico, embora na verdade esteja errado, ou pode usar palavras difíceis e frases complexas para intimidar o público e fazê-lo, ou ainda pode apelar para os preconceitos do público e emoções em vez de lógica, por exemplo, sugerindo relações de causa-efeito inexistente entre dois fenômenos. O objetivo de um sofisma é, em geral, fazer o público acreditar numa falsa verdade.

Um sofista é um usuário de sofismas, ou seja, uma pessoa desonesta tentando confundir ou enganar as pessoas. Sofistas se esmeram em convencer o público de mentiras com aparência de verdade. Essa tática foi exaustivamente utilizada por Joseph Goebbels, o nazista encarregado da propaganda de Hitler.

Nos ultimos meses os produtores rurais vem conseguindo mostrar à sociedade incongruências históricas e graves sobre o Código Florestal. Prestes a serem derrotados democraticamento no Congresso Nacional, os ambientalistas, que passaram décadas afirmando que o Código Florestal é a melhor e mais moderna lei ambiental do universo, vêm tentando convencer a sociedade de que mudar a lei trará de volta as sete pragas do Egito.


Veja essa declaração de Pequeno Sarney: “Foi preciso que houvesse uma tragédia como essa que vemos no Rio de Janeiro para alertar a população sobre as falhas que a proposta do código florestal contém” Essa frase foi esbravejada hoje por Pequeno Sarney para um jornalista da Agência Brasil de Notícias.

As tragédias do Rio, a do ano passado em Niterói inclusive, ocorreram em grande medida porque o Código Florestal ATUAL é ineficaz. Sareneyzinho e os ambientalistas tentam agora dizer que mudar a lei será uma tragédia.

Qualquer um que tenha lido (repare "que tenha lido") o Relatório de Aldo Rebelo sabe que ele não trata da questão urbana e qualquer um que conheça o decreto 42.356 de 16 de março de 2010 sabe que foi o próprio Sergio Cabral quem relaxou as APP no estado do Rio de Janeiro. Mini Sarney, qual um Goebbels verde do bem, tenta enganar o povo.

Comentários

Luiz Henrique disse…
Tudo aconteceu sob a vigência do atual Código Florestal e estes débeis mentais acompanhados de alguns jornalistas não menos débeis acham que esta tudo certo e nada deve ser modificado? É o fim do mundo! Estas catástrofes vêm se repetindo ano a ano e cada vez pior.
São Xiitas com suas convicções medíocres que em defesa da vida deixam esta em segundo plano.
mths_bass disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ana disse…
Em nome do código florestal vigente, muito se exigiu dos ruralistas, com perseguições,plantios exagerados de matas nativas, prisões, demolições,confisco de terras produtivas,sem contar as perdas morais,psicológicas e humilhação a que ficaram expostos os condenados perante a sociedade.Diante das tragédias ocorridas ultimamente,mesmo onde havia muita mata nativa,a natureza dá uma resposta.Como ficam os ambientalistas que pregaram suas teorias como sendo verdades absolutas?Como ficam os ruralistas que ficaram a mercê de falsas ideologias?