Agricultor é agredido por deputado ambientalista

Na saída da reunião de ontem (5) da comissão especial, ao final de uma entrevista coletiva dada pelo Deputado Ivan Valente, um dos cães-de-fila do fundamentalismo ambiental na Comissão, o agricultor Roberto Cardoso, de Batatais, interior de São Paulo, chamou o deputado de “equivocado” e ”ignorante” e foi agredido por valente. A agressão deu início a um tumulto geral com correria e agressões verbais. O deputado ambientalista foi controlado pelo também deputado Valdir Colato. Veja o vídeo.

O deputado Ivan Valente é macaco velho. Ele não agrediu o produtor rural porque perdeu a cabeça. Ele agrediu o produtor porque achou que o produtor iria reagir e, se o produtor tivesse reagido, tudo o que iria aparecer nos jornais seria a violência dos "ruralistas do mal" contra os "do bem". A mídia não tem defesas contra esse tipo de manobra.

O deputado valente esteve a todo momento cercado pelo Nilo Davila, do Greenpeace, o Mario Mantovani, da SOS Mata Atlântica, o João Medeiros do MMA e outros ambientalistas. Nenhum deles tentou separar a contenda. Quem separou foi o Deputado Colato, que é outro produtor rural. O ambientalismo fundamentalista é exímio nessa tática de criar um fato de mídia para encobrir uma derrota.

Comentários

Luiz Prado disse…
UMA PENA QUE O AGRICULTOR OU QUE OS AGRICULTORES NÃO ACERTARAM UNS TAPAS NA CARA DESSE M E DE SEUS ASSECLAS!
emanuel disse…
A imprensa, Alá Mirian Leitão, é tendenciosa: só publica o que quer. A Dilma, infelizmente, levará a eleição devido à incompetencia da equipe de Serra e, conforme colocado e retirado às pressas de seu programa de governo passado ao TSE ontem, controlará a midia, resussitará a questão das audiencias conciliatórias entre invasores e vitima da invasão de terra,... e o povão, eleitores que são, nao estão nem ai para isso. Qurem mesmo é o Bolsa Família. Talvez tenhamos um golpe militar daqui a algum tempo. Divida? O finado sendor ACM previu isso em 2006. Vou te mandar o vídeo.
Selso disse…
Emanuel,

esquece golpe militar !!
E se houver será contra os produtores, pois as forças armadas estão apática há muito tempo e a propaganda esquerdista (o que inclui os "ambientalistas") já tomou conta dos quartéis.
64 passou, eles combateram os terroristas, mas não a propaganda ideológica, que hoje virou "senso comum".
Já tens um nome bíblico, agora só resta rezar!!