Quem vai pagar pelo Código Florestal?

O pesquisador da USP Gerd Spavorek estima que a recuperação do passivo de Reserva Legal existente no Brasil consuma dois PIBs agrícolas sem contar a perda de produção com as áreas recuperadas, ou seja, a estimativa está subestimada.

O Banco Mundial estima que a recuperação do passivo de Reserva Legal existente no Brasil, estimado em 44 milhões de hectares, custe R$ 6 bilhões por ano.

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) estima que a recuperação das APPs do estado de Mato Grosso custe cerca de R$ 7 bilhões aos produtores do Estado. Só as APP, sem contar as RLs e a perda de produção.

Quem vai pagar essa conta? O setor rural tem condições de arcar com esse ônus? Alguém, além de mim e da estátua, já parou pra pensar nisso?

Comentários

v.nardi disse…
A Conta tem que ser paga por quem tem a responsabilidade de manter as RLs e APPs.

Se os possuidores destas áreas aceitam tacitamente que é deles a obrigação pela Preservação, inclusive aceitando a absurda retroatividade, então eles têm que pagar a conta e ninguém vai ficar com pena, sendo que ainda vão dizer que é bem feito por não terem cumprido suas obrigações e que se locupletaram usando indevidamente esta áreas durante todo este tempo...

Eu acho isto um absurdo, mas é exatamente isto que está acontecendo.

Eu acho que os possuidores não podem aceitar a responsabilidade e o ônus de Preservar RLs e APPs.

Eles têm que exigir que o Estado (que representa a Sociedade beneficiada pela Preservação) assuma este ônus, seja pela desapropriação por valor de mercado e pagamento em dinheiro, seja pelo pagamento justo e coerente com a importância dos serviços ambientais prestados pelas áreas preservadas.

O Estado já arrecadou e continua arrecadando muito dinheiro sobre a industrialização e circulação dos produtos.

Se os possuidores continuarem omissos, aceitando a obrigação e o absurdo sacrifício sem contestação, no máximo irão conseguir algum financiamento, mas irão sim pagar sozinhos pela Preservação, embora todos sejam beneficiados.
emanuel disse…
V. nardi, foi exatmente isso que eu disse numa audiencia publica certa vez! Concordo 100% com vc.