O Ibama dos sonhos do Minc


Este comercial foi ao ar nos EUA. Atitudes semelhantes acontecem hoje na Amazônia, longe dos olhos da imprensa: Jornalistas são presos pelo Ibama no Pará . A vida imita a arte.

Comentários

Luiz Prado disse…
Da Audi ou da Toyota, essas publicidades nada dizem de onde vem e qual a pegada carbonica da producao de todo aço e outros materiais para fabricar o veiculo.
ROSA disse…
O argumento de que se deve mudar o cCódigo porque ninguém o respeita é sui generis!
Vamos fazer um exercício:
de repende o número de assassinato de humanos passa a ser tão grande e o hábito de matar tão disseminado que matar deixará de ser crime.
É por aí?
Ciro Siqueira disse…
Rosa,

Preservar florestas em áreas privadas causando sérios prejuízos à produção rural quando essas florestas podem ser preservadas de outra maneira, sem empurrar esse ônus ao produtor é totalmente diferente de matar alguém. Não é possível comparar uma atitude com a outra.

Sui generis pra mim é idolatrar, por força do hábito, uma lei de proteção de florestas que não protege nada.

Obrigado por sua participação.