A Amazônia quer alternativas

O pesquisador Paulo Barreto, da Ong Imazon, publicou na web fotos de protestos da população de São Féliz do Xingu, no Pará, contra as operações de combate ao desmatamento naquela região. O pesquisador interpreta a manifestação como uma luta reacionária pela continuação dos desmatamentos. Isso é, na minha leitura, uma forma simplória e equivocada de ver um problema complexo que demanda diagnósticos acurados.

As operações de combate ao desmatamento tiram de algumas pessoas as únicas alternativas de desenvolvimento econômico existentes na região e não deixam nada no lugar. Na esteira dessas operações fica sempre um rastro de estagnação econômica, desemprego e diáspora.

Não resta dúvida de que o desmatamento precisa ser erradicado, mas buscar essa erradicação sem dar alternativas econômicas REAIS àqueles que não têm outro modo de vida a não ser desmatando e que, em grande medida, foram incentivados no passado a fazerem o que fazem é, para dizer pouco, canalhisse pintada de verde.

Veja as fotos tiradas por Paulo Barreto em São Félix do Xingu

Mandem alternativas para a Amazônia e os soldados serão desnecessários.

Comentários

Luiz Henrique disse…
Pois é! A minha única discordância com a Kátia Abreu e Reinold Stefani, é quando estes mencionam “Desmatamento Zero”, acho uma meta impossível e se possível seria burra. Até índio desmata para plantar. Ao contrario do “mundo desenvolvido”, o Brasil é mais verde que amarelo, acho que devíamos aumentar o losango de nossa bandeira e aprender a ler o que esta escrito nela.
Luiz Prado disse…
QUEM SÃO, EXATAMENTE, OS FINANCIADORES DA ONG IMAZON?
Luiz Henrique disse…
Luiz Prado, respondendo a sua indagação, ai vai:
Em http://www.imazon.org.br/novo2008/arquivosdb/150918DF2008.pdf
Na pagina 08/28, consta:

Os principais contratos de doações em aberto, na data de 31 de dezembro de 2008, são:
Acordo de cooperação internacional, assinado com instituto de internacional de educação do Brasil – IEB, (ii) Contrato assinado com a fundação Gordon e Betty Moore, (iii) Acordo de cooperação referente ao consorcio financiado com recursos da Comunidade Européia (CE).

RECURSOS EXTERNOS CONTRA O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL!!!!
Na página 18/28 tem o Departamento de Agricultura do EUA e as embaixada do Reino Unido e dos Países Baixos... entre outros...
Na página 18/28 tem o Departamento de Agricultura do EUA e as embaixada do Reino Unido e dos Países Baixos... entre outros...

Os pesquisadores das ongs amazônicas são os únicos que ganham alguma coisa com preservação do floresta. Quem toma conta delas de verdade, no campo, em geral, só leva fumo.
Anônimo disse…
Ou seja, eles são brasileiros que atuam como agentes de intereeses estrangeiros!