Recomendação de leitura II - O romantismo Idiota

Um amigo meu que mora em Belém e é pecuarista na Amazônia me disse certa vez que eu tenho o "ph muito baixo" quando critico. Quando eu fazia mestrado meus professores me acusavam de ser muito mordaz quando criticava os atos do ambientalismo na Amazônia onde eu vivia. Eles me alertavam para o risco de que essa virulência poderia jogar meus interlocutores na defensiva o que dificultaria ou impossibilitaria o convencimento. Desde então eu venho tentando corrigir esse excesso. Tento elevar meu ph para o mais próximo da neutralidade que eu consigo e ser menos mordaz e virulento.

Mas não consigo deixar de me deliciar quando vejo essa virulência em algum lugar.

Acabo de sorver a crítica do filme Avatar feita por Luiz Felipe Pondé na Folha de São Paulo de ontem, 28. Segue o link 'O romantismo idiota de "Avatar"'. O link é para assinantes da Folha. Quem não é assinante é só digitar o título no google que deve aperecer algum link para o texto. Recomento fortemente.

Comentários

Ciro,
Agora AVATAR tem um lado legal... pelo menos no final OS NATIVOS EXPULSAM OS ESTRANGEIROS DE SUAS TERRAS...
Isso até serve de inspiração, o que achas?